O bulliyng, a maça e o fotógrafo

Maça - Alfonso Abraham

Quando comecei a redigir um texto  sobre bulliyng, procurei uma imagem que pudesse ser utilizada para representá-lo. Inicialmente optei por utilizar um círculo de maças, pelo seu simbolismo que remete tanto a expulsão do paraíso, como a sala de aula, já que em vários países ela é ofertada aos professores.

Encontrei a maça perfeita e entrei em contato com o autor da imagem através de uma dessas maravilhosas redes sociais, para solicitar permissão de uso. O fotógrafo Alfonso Abraham tem um currículo invejável e fotos daquelas de dar “água na boca”, mas gentilmente permitiu-me utilizar a imagem da suculenta foto, digo, fruta, que para ele simboliza o amor.

Acabei por colocar uma foto de arquivo, devidamente “retocada” no photoshop, de maneira a torná-la sombria, como é a realidade da pessoa vítima de bulliyng, mas as maças não perdoaram minha escolha e ficaram perseguindo meu imaginário. Talvez a foto tenha o poder que lhe atribui, de demonstrar solidão, de representar uma criança perdida, sem rumo, porém o círculo de maças também representa essa exclusão de um cenário que deveria ser, se não o paraíso, um local que permitisse vivenciar alegrias, construir o próprio conhecimento e partilhar experiências.

Assim, para conter esse bulliyng provocado pela minha escolha contra meu imaginário repleto de idéias, resolvi que precisava usar a bela maça. Se Branca de Neve mordeu a maça oferecida pela bruxa má, essa outra, sem nenhum veneno, foi tão poderosa quanto, pois me hipnotizou a ponto de me fazer escrever esse texto. Talvez pela simbologia atribuida a ela pelo autor da foto.

A maça excluída representa toda uma legião de criança e adolescentes que são excluídos da convivência salutar, seja por ameaças, seja por agressões, tanto físicas quanto psicológicas. E se é bem verdade que todos precisamos lidar com frustrações, não se pode aceitar a exclusão e o sofrimento que advém do bulliyng. Uso a maça original de Alfonso Abraham, multiplicada e posta em círculo  – a bela,  saudável,  apetitosa maça – e uma excluída, para representar a solidão imposta aqueles que são repetidamente atormentados por seus agressores.

Anúncios

2 respostas em “O bulliyng, a maça e o fotógrafo

  1. Que bonita imagem, Angela! Adorei sua representacao!
    Ainda estou na Alemanha e só volto domingo que vem. Já estou me cocando para continuar a escrever. Hoje postei uma notinha pra provocar alguma discussao… Mas as pessoas nao sao muito de comentar nao é?
    Um abraco grande
    (Ainda nao me acostumei com o teclado alemao, por isto a falta de acentos!)

    • Valeria, que bom receber notícias tuas. Li teu aviso sobre a viagem e achei que nem terias tempo para acessar a internet, já que deves ter mil coisas interessantes para fazer por aí. Valeu pelo elogio e realmente parece que as pessoas estão desconetadas da realidade ou talvez sem interesse para comentar, a exemplo do que oocrre na política, na qual nada parecer mudar. Que tua viagem seja muito boa e produtiva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s