Vamos “sarnear” como os enrolinos do Sinovaldo? Prefiro “elefantar”.

Sinovaldo - Enrolino 2009

Sinovaldo – Jornal NH 02/09/2009

Mais uma vez, nossos chargistas mostram toda sua criatividade e inteligência. Formidáveis as charges de hoje (02/09) no Jornal NH – Gruposinos  – do Sinovaldo e do Tacho. Vou pegar a primeira, da Expointer, que mostra os “enrolinos”, ao lado de caprinos, eqüinos e bovinos. A outra, do Tacho, merece uma análise a parte e fica para outra oportunidade.

Os “enrolinos” despertaram minha memória para outra palavra – malufar – que o Jornal Le Monde em 2005 usou, explicando que a mesma significava roubar os cofres do Estado.  Sugiro que outra se some a tantas que aparecem no Aurélio – sarnear – seria minha sugestão, cujo significado seria a amnésia total sobre qualquer ato escandaloso ou em ter amnésia referente a posse de bens imóveis de alto valor. Memória seletiva para atos moralmente injustificáveis.

No Blog do Dr. David Neto ele coloca o Neologismo (palavra ou expressão nova)  “Sarnear” cujos significados podem ser: vtd. 1 verborréia. 2 negar o óbvio. 3 censurar. 4 considerar como normal atos obscuros. 5 responsabilizar terceiros. 6 explicar e justificar. Cada leitor pode optar por uma das definições ou significados, como melhor lhe parecer, já que a nova palavra e seu significado, só ganha status como tal com o uso que o povo dela faz.

A mansão de Calhau que a família Sarney possui há mais de 30 anos “não existe”, nas declarações de bens do pai e filha, que a teria recebido em “doação”, caso semelhante ao de outra mansão, essa em Brasília, que também havia sido esquecida de ser declarada. A amnésia é tão extensa que também não consegue explicar o castelo medieval, nas terras de além-mar, que dizem que dele é ou era, sem nunca ter sido, pois sua amnésia é real.

Explicar o inexplicável também parece plausível, pois tanta denúncia infundada só pode ser intriga da oposição e então “sarnear” poderia ser “uma sarna (escabiose não fica bem, no contexto desse texto) específica que afeta só quem está no poder” ou seja, um parasita que agonia o hospedeiro e incomoda quem dele se aproximar.

Ou ainda “sarnear” pode significar um parasita que se alimenta da sociedade, exaurindo sua capacidade de pagar impostos para manter a “aristocracia” que também é, sem nunca ter sido.  Assim se vive, com neologismos sem sentido, ou sentidos diversos para um neologismo. Escolha sua opção e boa diversão. Crie frases ou expressões usando o sentido que melhor pode expressar toda sua indignação. Eu vou “elefantar”, já que esse paquiderme tem fama de nunca esquecer.

Se quiser sugerir, refletir ou rir para não chorar, leia mais sobre o assunto procurando pela Família La Dina Bra Zil.

Anúncios

3 respostas em “Vamos “sarnear” como os enrolinos do Sinovaldo? Prefiro “elefantar”.

  1. Excelente crônica, digna de ser lida por todos os que se encontram “sarneados”, que significa: sacaneados pelo Sarney.
    Parabéns mais uma vez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s