Concurso Magistério RS – Recursos

My gravatar - Facebook

Para quem pretende encaminhar recurso referente aos gabaritos ou resultados das provas  vale lembrar que é necessário aguardar a publicação da lista oficial de aprovados e reprovados, conforme consta no edital. Não serão considerados os recursos encaminhados fora do prazo, a ser divulgado por meio de edital, conforme consta na página da FDRH. (http://www.fdrh.rs.gov.br/conteudo.php?cod_conteudo=1043)

Em conversa com colegas que prestaram a prova, a maioria adjetivou-a como cansativa  e alguns relataram que há questões que podem ser alvo de recurso.

Pode ocorrer que mais de uma (ou nenhuma) alternativa seja correta,  que tenha conteúdo não previsto no edital ou mesmo a formulação inadequada de uma pergunta, e nesses casos,  pode ser pedida a anulação da questão.

A elaboração ou redação do recurso deve ser bem fundamentada para comprovar a necessidade de revisão. A fundamentação pode ser redigida com antecedência e encaminhada posteriormente.

Portanto, é preciso aguardar a lista oficial de aprovados, averiguar o edital com as datas apropriadas e encaminhar o recurso .

Nos comentários podem ser encontradas informações pertinentes.

PS: Para compartilhar no Facebook clique no título do artigo e use o botão no final do texto. Para seguir no Twitter, use o botão na barra lateral. Vou repassar as informações recebidas.

About these ads

356 comentários sobre “Concurso Magistério RS – Recursos

  1. Ângela,
    há questões da parte de legislação que é comum para todos os candidatos que podem ser contestadas. A nº 26 embora esteja prevista no art 5 da Constituição, trata-se de temas fora da educação e há farturas de alegações para se pedir a anulação da questão. A questão nº 28 você pode contestar mostrando o site da secretaria de educação do estado de Santa Catarina http://www.sed.sc.gov.br/educadores/modalidades, a resposta correta é a letra C e não a B como está no gabarito . A questão nº 30 tem como resposta o art 129 do ECA que não está relacionado na bibliografia do anexo 10 do edital, portanto deve ser anulada.
    Abraços
    Rick

    • Rick
      Agradeço por compartilhar as informações. Com certeza serão de grande valia para todos aqueles que fizeram o concurso.
      Abraço

      • Rick ou angela, muito obrigado. A 28 ja foi alterada no site da fdrh. Gostrai do mail do rick. Queria ajuda, se possivel, para pedir a 26. Grato

      • Fernanda Vou aguardar autorização do Rick para repassar o e-mail. Sobre a questão 28, poderias informar de qual área? Obrigada

      • Angela, em príncipio cada professor elabora seu recurso, mas há sempre uma base a partir da qual se desenvolve o mesmo. Há vários links e comentários com dicas.

  2. Olá! Gostaria de ajuda para entrar com recurso em relação a questão 17 do Concurso do Magistério RS, na área 5.1 Séries iniciais, ref. aos conhecimentos pedagógicos, pois seu enunciado leva a subjetividade de respostas não especificando com base em que ou quem tal pensamento ou concepção foi formulada. Se alguém tem o mesmo pensamento que eu por favor entre em contato. Obrigada!

    • Cristina, vou tentar averiguar com alguns colegas, mas me princípio, me parece que tens razão. Já procuraste a citação
      na internet para averiguar a qual autor ela pode ser atribuída?

      • Querida professora boa noite!
        A questão 17 (Conhecimentos Pedagógicos – área 5.1) é a seguinte:
        Em relação à autoridade-liberdade em sala de aula, é correto afirmar que
        * e seguem as alternativas. O fato é que esta questão está no ar. Não menciona nenhum autor, biografia, não se situa em tempo, espaço, teoria, enfim, na minha concepção ela dá margem a subjetividade, a diversas interpretações.
        Me ajude querida a pensar em argumentos para interpor recurso. Obrigada!

  3. Olá professor infelizmente somente hoje descobri o seu Blog agora já não sei se posso entrar com recurso!pois bem,estou desesperada pois em legislação acertei apenas 2 das 5 e não posso acreditar que vou reprovar por uma questão,bom fiz para Anos inicias 5.1 será que alguma dessas cabe recurso as seguintes questões 21,22 ou 24 se puder me ajudar fico infinitamente grata!Obrigada por ter esse blog ,Abraço,aguardo retorno

    • Priscila, para entrares com recurso, tens que aguardar a lista oficial. Os recursos serão encaminhados após a publicação da mesma.
      A Cristina, em comentário anterior, comentou sobre a questão 17 da área 51. Antes de mais nada procura estabelecer o erro
      no qual essas questões podem ser enquadradas, como por exemplo se mais de uma alternativa está correta. Podes usar a internet para
      pesquisar ou consultar a bibliografia, se for específica de um autor. A previsão é de que a lista dos aprovados sairá em junho, então
      há tempo suficiente para elaborar o recurso. Qualquer dúvida me avisa que tento responder. Abraço

  4. Estimada professora,gostaria de saber se é possível você dar uma olhada nas seguintes questões de Anos Iniciais 5.1 ,questões de legislação 21,22, e a 24 que trata sobre o colegiado do FUNDEB, para se possível me dar o norte para pedir os referidos recursos ,preciso apenas de uma para ser aprovada,e não sei como posso formular !! Ou de repente elas não cabem recurso mesmo e eu deva me conformar com a reprovação!
    Abraço..

    • Oi Dani, matemática não é minha área, mas vou dar uma pesquisada por aí.Conheço professores
      da área que fizeram o concurso. O bom seria o pessoal se unir e trocar figurinhas, afinal, várias cabeças pensam melhor do que apenas uma.

    • oi colega eu estou em duvida na questao 58 e 60… a 58 tu fez como? porq eu nao achei resp certa nesta. o gabarito diz q apenas a afirmativa III é a correta, porem, a f(-1/3)= -3 é maior e nao menor q f(-3/6)= -5…. e as outras 2 alternativas estao incorretas tb nao tem resp…. ja a 60, vou t dizer eu nemn soube fazer nem sei qual argumento usar nesta se alguem tiver nos envie!!!

  5. Ola professora. Obrigada pelo trabalho que faz aqui neste blog. A questao com gabartito alterado é de muitas areas, e faz parte da prova de legislacao. Aguardo o mail do Rick, se possivel. Um abraço

    • Olá Fernada,
      a questão nº28 teve a resposta alterada para a letra C em edital da FDRH e é comum a todas as provas. Um amigo que fez o concurso me pediu para analisar as questões de legislação, então postei comentários neste blog e noutros blogs para alertar os candidatos porque muitas questões saíram fora das regras do edital. Eu mesmo enviei um e-mail para a responsável pelo concurso na SEDUC RS, a senhora Margarete Simon Ferreti, contestando a resposta da questão nº 28, contestando a legalidade da questão nº 30 que aborda um artigo do ECA fora da bibliografa do edital, contestando a questão nº 26 que aborda um tema político e jurídico totalmente fora da área de educação. Mas depois disso analisei também a questão nº 32 e verifiquei que ela omite informações em duas alternativas, comportando assim mais de duas respostas.
      Se você tem questões para reclamar, então escreva a contestação dizendo os motivos para anular a questão, não esqueça de protocolar o recurso junto à SEDUC e FDRH pois será um comprovante se você precisar posteriormente
      recorrer à justiça. O concurso da Brigada Militar teve três questões anuladas, a única diferença para este concurso da SEDUC é que as contestações foram
      antes da divulgação da lista de candidatos aprovados. Talvez a SEDUC resolva
      receber os recursos antes da lista de aprovados.

  6. Oi professora e colegas. Gostaria de saber se alguém pode me ajudar nas questões da Prova de Conhecimentos da Área (Ciências da Natureza e suas tecnologias). Fiquei sem atingir os 60% por um acerto. Será que existe alguma questão que possa ser questionada. Eu realmente não tenho conhecimentos amplos sobre as questões. Obrigada! Abraços.

    • Olá; eu também estou na mesma situação. Não localizei na bibliografia o que auxiliaria para resolver a questão 39; e a questão 50 tem 2 alternativas com deixam dúvida…. vamos trocar informações

      • Luciane, cheguei agora da escola e amanhã pela manhã também leciono, a tarde vou tentar colocar um ordenamento em todas questões para que vocês possam trocar essas informações, por enquanto tenta encontrar nos comentários e tenta colocar sempre a área no início, que fica mais fácil para eu organizar. Abraço

  7. Olá Pessoal,
    sobre as questões de legislação, a questão nº 28 teve a resposta alterada para letra C conforme edital lançado na FDRH e SEDUC RS, vencemos essa questão. Mas há questões anuláveis como a nº 26 por estar fora do contexto da educação, a nº 30 cuja resposta está no artigo 129 do ECA que estava proibido de aparecer nas questões da prova por não estar relacionado na bibliografia do edital; há também a questão nº32 sobre o FUNDEB que cabe mais de uma resposta porque as alternativas A e B omitem informações tornando-as incorretas também.

    • Dani, por que achas que elas estão incorretas? O princípio é esse, encontrar o erro de quem elaborou a prova. A partir desse erro, tens como entrar com recurso.

      • Profe, acertei 76% da prova, mas faltou uma questão específica de matemática, então tenho que encontrar alguma destas questões passíveis de recurso para poder ser aprovada. Por favor me ajuda.

      • Dani, tens algum conhecido ou professor que domine a matemática? Essa é uma matéria com a qual não tenho grandes afinidades. Alguém comentou sobre a 55,dizendo que estaria errada, até coloquei no texto. Falei com uma colega, mas ela não conseguiu atingir a média e não pretende contestar.

  8. Olá, fiz para artes visuais, e quando liguei para fdrh perguntando sobre o conteúdo a ser estudado, dança, música, teatro, artes visuais, eles me informarão que mesmo sendo para artes visuais teria que estudar dança, música, teatro, e artes visuais e quando peguei a prova só teve o conteúdo de artes visuais, fiquei fora por uma questão justamente de artes visuais que poderia ter estuda mais se não tivesse as outras para estudar!!!!!!!!!!!!!

    • Carol, o correto é ler com atenção o edital, mas mesmo que lá conste todas as opções que citas, somente algumas serão selecionadas. Na bibliografia em geral existem vários livros que devem ser lidos, mas nem todos serão abordados nas questões.

    • ola Carol, eu também fiz para artes visuais e tenho certeza que pelo menos 2 questões de artes estão incorretas, agora não me recordo o numero delas mas uma eh a que fala do portifolio que deveria representar arte barroca, arte moderna e arte contemporânea, a resposta do gabarito está incorreta! Vou entrar com recurso. o meu e-mail eh mmaske@ig.com.br, se quiser me manda um e-mail e te passo as duas quetões certas que vou entra com recurso…eu preciso de uma questão em pedagogia….e acho que tem algumas com mais de uma resposta correta.

      • muito bem Carol, agora com a prova em mãos posso afirmar a questão 58 que fala de um projeto de trabalho em que estava previsto a análise comparativa da expressividade de 3 momentos da arte brasileira – o barroco, o modernismo e o comtemporâneo – a partir das obras de 3 artistas brasileiros, então a partir deste contexto o portifólio apresentado deveria ser o que corresponde a letra E, sendo que Antônio Francisco Lisboa e Mestre Ataíde são os principais representantes da arte barroca brasileira, Candido Portinari e representante do modernismo brasileiro e Lina Bo Bardi é artista contemporânea, assim, a meu ver a resposta certa seria a letra E e não A como consta no gabarito.

        a questão 59 também esta errada, pois a tinta acrilica surgiu na década de 40 e não na de 20 como consta na segunda afirmativa. então a resposta certa desta questão é a letra A e não C como consta no gabarito.

      • Olá Marcia!
        Também fiz para artes visuais e coloquei as mesmas alternativas que tu, tenho certeza que as questões 58 e 59 estão com as respostas erradas. Tu vais entrar com recurso mesmo? Eu gostaria de entrar mas não sei muito bem como proceder e só preciso de 2 na especifica de artes.

  9. Olá.
    Como muitos, fiquei por uma questão em legistação (mesmo com a alteração do gabarito). Gostaria da ajuda de vocês. Estou redigindo meu recurso quanto a questão 27 (área 5.7) sobre a idade da obrigatoriedade de oferta da Educação Básica. Podem ler e me dar opinião, meu raciocínio está correto?

    Recurso quanto a questão 27

    A questão permite duplicidade de interpretação, uma vez que não determina, em sua formulação, a qual legislação se refere.
    De acordo com a Lei Federal nº 11.114, de 16/05/05 Art. 32o. O ensino fundamental, com duração mínima de oito anos, obrigatório e gratuito na escola pública a partir dos seis anos (…)
    De acordo com a Emenda Constitucional 59 Art. 6º O disposto no inciso I do art. 208 da Constituição Federal (a obrigatoriedade da oferta aos 4 anos) deverá ser implementado progressivamente, até 2016, nos termos do Plano Nacional de Educação, com apoio técnico e financeiro da União.
    Logo, se a obrigatoriedade deverá ser implementada progressivamente até 2016 ainda é aceitável esta obrigatoriedade a partir dos 6 anos, como diz a Lei Federal nº 11.114 – o que dá a questão dupla interpretação

    A parte final da sentença “devendo ser implementada gradativamente até 2016″ faz referência ao texto presente na Emenda Constitucional 59 e não ao texto incorporado a redação final da Constituição. A bibliografia da prova não indica as Emendas Constitucionais como referência. Assim, NENHUMA DAS ALTERNATIVAS preenche corretamente a questão.

    Abraço

    • Jéssica, Se a questão exigia como resposta a obrigatoriedade da oferta aos 4 anos, tua fundamentação está correta, mas não tenho a questão na integra para te informar com certeza absoluta. Sugiro que aguardes a opinião de algum colega da mesma área. Se não tiveres retorno me avisa ou envia a questão na integra, com as respostas e dou uma olhada. Abraço

      • a questão foi:
        27. A Educação Básica é direito universal e alicerce indispensável para a capacidade de exercer em plenitude o direito a cidadania.
        A oferta da Educação Básica é um dever constitucional do Estado, sendo obrigatória e gratuita dos __________, devendo ser implementada gradativamente até 2016.

        a) 4 aos 15 anos de idade
        b) 4 aos 17 anos de idade
        c) 5 aos 17 anos de idade
        d) 6 aos 15 anos de idade
        e) 6 aos 17 anos de idade

      • Jéssica, ela está sendo implantada, conforme consta na emenda constitucional dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade. Tens que averiguar se constava alguma referência bibliográfica específica sobre emendas, qualquer uma, se houver e a 59 não constar, tens um ótimo argumento, porém se não constar explicitamnete nenhuma emenda, mas apenas a Constituição toda, podes tentar recurso argumentando a falta de referências a emenda constitucional em questão – Emenda Constitucional nº 59, de 2009. Qualquer dúvida, avisa. abraço

      • Professora Angela, parabéns pelo trabalho no blog e muuuuuito obrigada pela atenção.
        Estive olhando as outras questões de legislação… Na questão comentada aqui pelo Rick, sobre o FUNDEB (questão 32) não encontrei a inconsistência apontada… Se o Rick puder dar mais detalhes…
        Estive revisando a questão 29 e nesta encontrei inconsistência:

        Questão 29

        A formação dos profissionais da educação, de modo a atender as especificidades do exercício de suas atividades e aos objetivos das diferentes etapas e modalidades da Educação Básica, deve ter determinados fundamentos.
        Considere os abaixo citados.
        I – Presença de sólida formação básica que propicie o conhecimento dos fundamentos científicos e sociais de suas competências de trabalho.
        II – Associação entre teorias e práticas, mediante estágios supervisionados e capacitação em serviço.
        III – Aproveitamento da formação e de experiências anteriores em instituições de ensino e em outras atividades.

        Quais estão corretos?
        a) Apenas o I
        b) Apenas o II
        c) Apenas o I e o II
        d) Apenas o II e o III
        e) O I, o II e o III – (alternativa correta de acordo com o gabarito divulgado)

        Embora não indique na formulação da questão, ela faz referência a LDB

        Art. 61. A formação de profissionais da educação, de modo a atender aos objetivos dos
        diferentes níveis e modalidades de ensino e às características de cada fase do
        desenvolvimento do educando, terá como fundamentos:
        I – a associação entre teorias e práticas, inclusive mediante a capacitação em
        serviço;
        II – aproveitamento da formação e experiências anteriores em instituições de
        ensino e outras atividades

        O artigo 65 fala em prática de ensino
        Art. 65. A formação docente, exceto para a educação superior, incluirá prática de ensino
        de, no mínimo, trezentas horas.

        ENTRETANTO, EM NENHUM MOMENTO HÁ REFERÊNCIA A ESTÁGIO “SUPERVISIONADO”

        Vale a alegação?
        Abraço

      • Jéssica, essa ajuda é apenas uma parte do blog, na verdade escrevo sobre vários assuntos relacionados a educação. Quanto a questão não há inconscistência, pois todos os cursos de licenciatura tem como exigência o estágio supervisionado. Todo professor, seja formado no magistério ensino médio ou em curso superior obrigatoriamente, varão estágio supervisionado. Espero ter respondido, mas qualaque dúvida me avisa.

      • Desculpem minha falha, respondi num horário que deveria estar nos braços de morfeu. Onde se lê “varão” leia-se “farão” e
        “qualaque” é “qualquer”.

  10. Prezada professora Ana!

    Preciso muito de ajuda para encontrar uma questão em conhecimentos pedagógicos Área 5.1 Séries iniciais, que caiba recurso. Como já mencionei anteriormente, na questão 17 percebo que sua elaboração permite várias interpretações, pois não especifica com relação a qual teórico, ou concepção devemos afirmar, uma vez que, trata-se de uma questão objetiva, que a autoridade-liberdade em sala de aula refere-se unicamente a resposta dada como certa pelo gabarito, pois como está formulada nos leva a entendimentos subjetivos e não objetivos como se propõe este concurso. Fiz 80% da prova de Lingua Portuguesa e 70% das demais, ficando por uma questão em conhecimentos pedagógicos. Por favor me ajudem!!!!

    • Cristina, pelo que entendo, o autor – Freire – estava no referencial teórico e a opção (e) é a única possível, mas outras pessoas podem ter um entendimento diferente, e aí teriam que justificar. A outra opção possível seria a (d), mas teria que haver um referencial e o autor.

      • Oi querida! Sim, mas para ficar claro não seria necessário especificar que segundo Paulo Freire… ou na concepção de uma escola democrática…, pois as questões anteriores mencionam… Segundo Paulo Freire…, ou seja, a questão 13 tem este enunciado a que me refiro.
        Questão 13 Segundo Paulo Freire, ninguém é sujeito da autonomia de ninguém…
        continua… Uma pedagogia da autonomia deve estar centrada em experiências estimuladoras da decisão e da…
        Esta sim, considero uma questão objetiva. Referencia o autor, seu pensamento, sua teoria. Já a 17 segue direto: Em relação a autoridade-liberdade…
        Penso me apegar em como a questão foi formulada…
        O que a Srª acha?

      • Cristina, acho que quem não tenta não ganha. Não tens nada a perder. Procura na internet algum recurso sobre questões de outros concursos que não explicitaram o autor a que se refere a questão. Esse é um recurso que precisa ser bem fundamentado pois quem conhece as ideias de Paulo Freire consegue deduzir.

  11. Professora, ao reler o edital encontrei um ponto duvidoso, em relação á aprovação:
    8.1. O Concurso será constituído de DUAS provas objetivas, de caráter eliminatório, e de prova
    de títulos, de caráter classificatório.
    8.1.1. Aos candidatos ao cargo de Professor Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino
    Médio, será aplicada uma prova objetiva, de conhecimentos gerais (Conhecimentos
    Pedagógicos e Legislação) e Língua Portuguesa, composta de 35 questões, e a outra prova,
    relativa á área de conhecimento e habilitação do professor, composta de 25 questões.

    SE SÃO DUAS PROVAS ENTÃO DEVEMOS ACERTAR 18 E 13 PARA DAR OS 60% E NÃO 60% DAS 5 PROVAS, JÁ QUE NO EDITAL DIS QUE SÃO DUAS PROVAS OBJETIVAS, SERÁ QUE MEU RACIOCÍNIO ESTÁ CORRETO, OU OCORREU UM ERRO NO EDITAL!

    8.5. Para aprovação no Concurso, o candidato deverá alcançar, em cada uma das provas
    objetivas, no mínimo, 60% da nota, conforme o previsto no Anexo 8 deste Edital, sendo
    eliminado, automaticamente, caso não alcance tal percentual.

    • Carol, pelo que entendi seria necessário acertar 60% de cada prova e não do total. Há no edital algo diferente? Não encontrei discrepancia nos itens
      8.1 – 8.1.1 e 8.5. Todos se referem a duas provas.

      • SIM PROF, CONCORDO então não reprovei porque acertei só 5 e não 6 de 10 de uma das provas, o que importa e 60% só nas duas provas essa é minha dúvida, pois consegui 60% nas duas, essa tabela então não é válida
        *Língua Portuguesa e 10- 2, 15 — 25
        Conhecimentos Pedagógicos 15– 2— 18 —30
        Legislação 10– 2 –20
        * Conhecimentos da Área e 15– 1– 9– 15
        Habilitação do Professor 10– 1— 6—-10 somente nessa prova não atingi os 60% acertei 5 eram 10 questões
        Essa tabela é o edital 8 do concurso é em relação a ela e ao que já falei anteriormente que me refiro, obrigada pela atenção

      • Coloquei em resposta ao teu comentário anterior que bisbilhotei por aí e parece que há um edital de retificação, reafirmando 60% por matéria. Olha no site da FDRH nos editais do concurso, eu não cheguei a olhar.

  12. Professora, ao reler o edital encontrei um ponto duvidoso, em relação á aprovação:
    8.1. O Concurso será constituído de DUAS provas objetivas, de caráter eliminatório, e de prova
    de títulos, de caráter classificatório.
    8.1.1. Aos candidatos ao cargo de Professor Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino
    Médio, será aplicada uma prova objetiva, de conhecimentos gerais (Conhecimentos
    Pedagógicos e Legislação) e Língua Portuguesa, composta de 35 questões, e a outra prova,
    relativa á área de conhecimento e habilitação do professor, composta de 25 questões.

    SE SÃO DUAS PROVAS ENTÃO DEVEMOS ACERTAR 18 E 13 PARA DAR OS 60% E NÃO 60% DAS 5 PROVAS, JÁ QUE NO EDITAL DIZ QUE SÃO DUAS PROVAS OBJETIVAS, SERÁ QUE MEU RACIOCÍNIO ESTÁ CORRETO, OU OCORREU UM ERRO NO EDITAL!

    8.5. Para aprovação no Concurso, o candidato deverá alcançar, em cada uma das provas
    objetivas, no mínimo, 60% da nota, conforme o previsto no Anexo 8 deste Edital, sendo
    eliminado, automaticamente, caso não alcance tal percentual.

    • Carol, andei bisbilhotando por aí e parece que há um edital retificando e é 60% de cada matéria, mas não procurei o edital. Vá atá a página da FDRH e procura os editais referentes ao concurso do magistério e veja se há realmente uma errata, nesse caso não há como discutir.

  13. Obrigada prof, encontrei, dúvida sanada
    Onde se lê:
    8.5. Para aprovação no Concurso, o candidato deverá alcançar, em cada uma das provas objetivas, no mínimo,
    60% da nota, conforme o previsto no Anexo 8 deste Edital, sendo eliminado, automaticamente, caso não alcance tal
    percentual.
    Leia-se:
    8.5. Para aprovação no Concurso, o candidato deverá alcançar, em cada uma das disciplinas das provas objetivas,
    no mínimo, 60% da nota, conforme o previsto no Anexo 8 deste Edital, sendo eliminado, automaticamente, caso não
    alcance tal percentual.

      • Olá Ângela,
        gostaria de informar à Jéssica que na questão nº32 a alternativa A deixou de informar que o FUNDEB começou a ser regulamentado em 2006, daí quem lê “14 anos (de 2007 a 2020)” entende a alternativa como incorreta também.

  14. Olá professora, gostaria que se possível desse uma olhada na questão 09 de português área 1 Ling. e suas tecnologias, ao meu ver a pergunta Se descaracteriza de uma pergunta de lingua potuguesa quando pede “EXPRESSA CORRETAMENTE A AÇÃO JURÍDICA” sendo então uma pergunta de legislação…. Se puder dá uma olhada para mim…Grata juliana

      • Segue questão 09 DE LINGUA PORTUGUESA (se trata do decreto 7.387 de 09 dez 2010 do artigo 1° ao 6°)
        09.Assinale a alternativa que expressa corretamente a ação jurídica desempenhada pelo decreto que trata texto 2.
        A.Valoriza e promove a diversidade linguística no Brasil
        B.Reconhece e documenta as diversas línguas faladas no Brasil e atribui aos Estados a função de valorizá-las e promovê-las.
        C.Estabelece no Brasil o Inventário Nacional da diversidade linguística.(CORRETA GABARITO)
        D.Dota o Inventário Nacional da diversidade linguística de um sistema informatizado.
        E.Inventaria línguas com relevância em termos de identidade, ação e memória de diversos grupos sociais brasileiros.

        Acredito que o enunciado leva candidato a se confundir quando fala “expresse corretamente a AÇÃO JURÍDICA”

      • Juliana, essa questão me parece de interpretação, pois se refere ao texto 2, portanto, tens que partir da análise do mesmo para averiguar se não há duas respostas possíveis. Acredito que “expressa corretamente a ação jurídica” se refere ao conteúdo do texto que deve versar sobreo decreto em questão. Em princípio, não vejo conflito pois entendo que toda lei, decreto ou emenda é uma ação jurídica, mas posso estar enganada.

  15. Boa Tarde Professora Ângela. Parabéns pelo Blog. Faltou eu acertar 1 questão de Português e 1 de Geografia mas, no edital original falava em 60% da prova objetiva dividida em Português, Legislação e conhec. pedagógicos e da prova objetiva da área de humanas e suas tecnolog. e específicas. Mas, depois retificaram o edital determinando que seria 60% de cada disciplina. Será que é passível de recurso essa retificação.

    • Juarez, agradeço, o blog foi criado justamente para compartilhar ideias e informações. Quanto a a retificação, acredito que não cabe recurso e se não me engano, anteriormente, havia margem de dúvida,quando expressava “por prova” e “por matéria”. Creio que a retificação foi justamente para clarear a dúvida que poderia gerar recurso.

  16. Boa tarde professora Ana!

    Agradeço sua atenção em ajudar-me.
    Vou tentar mesmo assim fundamentar um recurso em relação a questão 17, pois na questão 14 se não me engano, está redigida: Segundo Paulo Freire… pedagogia da autonomia… ai sim trata-se de uma questão objetiva. Agora, podemos afirmar que a autoridade-liberdade… sem mencionar Paulo Freire podemos deduzir, porém eles são claros quando dizem podemos afirmar que… Na minha concepção deduzir e afirmar tem sentidos distintos. E se formos pensar então que quem conhece a 0obra de Paulo Freire poderia deduzir… eles não precisavam colocar naquela questão 14 que Segundo Paulo Freire… Pedagogia da autonomia… pois poderíamos também deduzir, pois sobre a pedagogia da autonomia temos apenas a obra de Paulo Freire e quanto a liberdade-autoridade em sala de aula dependendo da teoria educacional teremos diversos autores que se posicionam. Não quero discutir que a resposta certa não seja a letra E, quero argumentar que uma questão objetiva não pode dar a entender que seja a respeito da obra de certo autor, mas que mencione claramente este autor como foi feito na questão da mesma prova que perguntava sobre Paulo Freire, inclusive, a questão seguinte a esta que menciona o autor Paulo Freire frisa que refere-se ao mesmo entendimento anterior e nesta de nº. 17 não fala do autor e ainda diz claramente – podemos afirmar que…
    é neste sentido que quero argumentar. Quanto a formulação da questão.
    Vou tentar. Se tiveres alguma sugestão ou algum argumento para ajudar na composição do recurso agradeço imensamente. Abraços.

    • Cristina, meu nome é Ângela, mas sem problemas, posso induzir as pessoas a pensar que seja Ana, pelo título do blog. Acho que deves apresentar recurso, mesmo que não seja aceito. Tenta averiguar qual autor trabalha com o conceito liberdade-autoridade, coloca esse termo no google e adiciona palavra chave de cada resposta. Se tiveres retorno e esse autor constar como referência, pelo que entendo, não há como não aceitar o recurso. Nesse caso pode ocorrer anulação, pois seriam duas possíveis respostas, Se não encontrares, escreve o recurso com base na – não referência ao autor – e depois, se quiseres, me envia que dou uma olhada. abraço

  17. Necessito desesperadamente de que uma das seguintes questoes de Portugues sejam anuladas 1,3,7,9 e 10 para minha aprovação Algum professor de LP pode ajudar?

  18. fiz a prova para matemática e acertei 81.6%, porém fui reprovada por uma questão em matemática. já verifiquei todas as questões e encontrei as respostas corretas,exceto, a númera 60 que não sei resolver. Penso que esta seja passível de anulação pois é uma questão interdisciplinar que segue a mesma linha da número 36, a meu ver deveria estar na prova de conhecimentos da área e não na prova de habilitaçãodo professor. Preciso de informações a respeito.

    • 2012com saude, nos comentários existem várias referências sobre questões específicas, veja se há alguma que se enquadra na situação. Muitas pessoas tem dúvidas e elas aparecem nos comentários, mas é preciso averiguar a área.

  19. Olá, fiz o concurso para a 5.1 e faltou duas em conhecimentos especificos. Alguem ta com alguma idéia para recurso? Não consegui ainda achar algo duvidoso. Agradeço ajuda. Cristiane

    • Crsitiane, já olhaste nos demais comentários? Existem várias questões que podem ser parecidas com as tuas. Qualquer coisa, envia as questões que erraste,muitos vão entrar com recurso, leia a respeito nos vários textos que estão no blog.

  20. A anulação da questão 28 inicialmente publicada com resposta A e posteriormente C é possível?.

    Pois segundo a LDB consultada no dia 24 de abril de 2012 no site http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/ldb.pdf e no http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm, o capitulo II que dispões da Educação Básica não deixa claro se o EJA, o Ensino Fundamental e a Educação no Campo são Modalidade ou Etapa, nem mesmo é encontrada a resposta na seção V que se referem ao EJA, e, também não é encontrada a informação na seção III referente ao Ensino Fundamental.

    E a questão deixa claro que a resposta das28 e 29 teria com base a LDB.

      • Professora Angela, fiz a prova para artes visuais e fiquei por uma questão em conhecimentos pedagógicos, e tenho dúvidas em algumas questões….a questão 13 que aborda uma prática educativo-crítica ou pregressiva, além de não especificar o autor de sua referência, em meu ver tem duas respostas possiveis, no gabarito esta a resposta a on de diz que o papel do prefessor segundo a pratica citada é ajudar o aluna a reconhecer-se como arquiteto de sua própria prática cognoscitiva, porém a resposta C diz: reconhecer-se como objeto do processo de construção do saber. Ora se segundo Paulo Freire, que pode servir de referência para a questão, não existe docencia sem discencia, podemos afirmar que para ele o aluno também eh objeto do processo de construção do saber!!! Estou correta???!!!

      • Márcia, parece que já tens base para recurso e deve ser solicitado a anulação da questão por haver duas possibilidades de resposta. Abraço e boa sorte

  21. Obrigada pelo esclarecimento, mas vou tentar o recurso mesmo assim. Vi que a questão do estágio supervisionado foi adicionada a redação do artigo da LDB pela Lei Federal n° 12.014/09. Na bibliografia são indicadas algumas leis que alteram a LDB, mas a 12.041 não consta no edital. Vou tentar por aí… Abraço

    • Jéssica, perfeito, a lógica é essa. Se existem leis indicadas que alteram a LDB e essa é uma alteração, tens um bom argumento. Abraço

      • Professora Angela
        Tudo bem?
        Conhece alguém que poderia analisar minha proposta de recurso. Fiz para língua inglesa e não encontro quem possa opinar comigo. Fiquei por um ponto na especifica (Inglês) e vejo possibilidade de recurso em uma questão. Preciso muito de alguém para analisar comigo. Gostaria também de encontrar quem fez para minha área.
        Pode ajudar?
        Obrigada

      • Acho que até agora ninguém comentou sobre inglês, mas vou colocar novo aviso na página assim que sobrar tempo para organizar. Podes enviar a área (número) da tua prova? fica mais fácil para organizar.

      • Minha area é 1 e habilitaçao 1.2 Lingua Inglesa.
        Estou começando a desanimar. Nao há quem possa raciocinar comigo, nem alguem que seja mestre no assunto e muito menos encontro colegas que fizeram para minha area.
        Obrigada,
        Angela

      • 51,55, 56,58,59,60,

        A 51 não tenho fundamentação, mas penso que a afirmação II também está correta, não apenas a I.
        A 55 eu fiquei na dúvida das 4 ser corretas porque no texto A EDUCAÇÃO FÍSICA, A FORMAÇÃO DO CIDADÃO E OS PARÂMETROS
        CURRICULARES NACIONAIS faz criticas quanto a obrigatoriedade da ed. fisica e os casos facultativos, e o enunciado dauestao cita os PCNs.
        A 56 tambem naosei qual é a bibliografia.
        A 58 sobre o alongamento não encontro fundamentação, na bibliografia sugerida.
        E a 59 a pesar de ter lido isso no Castellani, não concordo que a equipe pedagogica deve estar envolvida nas práticas avaliativas, ela deve interferir quando necessario, mas nao sempre.
        A 60 penso entrar com recurso, pois apesar de ter lido tambem no material do Bracht, achei a pergunta mal formulada, onde diz “valores educativos do esporte na escola”, o esporte de rendimento apresenta valores de competição, de fragmentação, exclusão, e nao devem ser “valorizados na escola, mas sim trabalhados criticamente.
        Desculpe pela extensa resposta.

      • Renata, as questões devem ser contestadas buscando-se nos autores ou leis o suporte para o recurso. Se a questão se refere a determinado autor ou lei, neles estarão os subsídios ou ausência deles. Podemos não concordar com o autor ou lei, mas isso não vale para recurso. A 58, se não há fundamentação na bibliografia sugerida, cabe recurso.

      • Boa tarde Renata, concordo com você na questão 51, estou pesquisando os auores , também concordo com você da 58 que não encontrei fundamentação conteúdos programático. A questão 56 até o momento, não encontrei nenhum dos autores citados. Já a questão número 60 não tem nenhuma possibilidade de ser anulada está conforme as concepções de “BRACHT, V. Esporte na escola e esporte de rendimento.” Na questão 55 os PCN’S não fala em obrigatoriedade da educação física, quem fala em obrigatoriedade e a LDB e a CF e o enunciado pede conforme ao pcn.
        Tenho dúvida na questão n 53, mas acredito que esta certa. Estou na dependência de uma questão (51,53,56,58,60).

      • Angela tinha uma mensagem no meu email para olhar um texto de recurso, mas aquele endereço nao consigo acessa. Se tu puderes me passar de novo agradeço.

      • Pessoal, tb a respeito da questão 51, encontrei um artigo publicado na efdesportes que fala sobre a alternativa III da 51. Os autores citam períodos da história que o corpo era desvalorizado, considerado até mesmo um sinônimo de pecado. Segue o link do artigo! Acho que vou fundamentar meu recurso a essa questão por esses autores citados no texto! Por favor, se alguém for fazer recurso sobre alguma questão de conhecimentos da área me envie!!! Preciso de apenas 1 questão!!! Segue o link do artigo!! http://www.efdeportes.com/efd109/analise-reflexiva-do-corpo-cultural.htm

      • Pessoal, fiz um esboço para a questão 56, vou colar aqui, quem quiser complementar e enviar de volta! será para o bem de todos! A questão 51 sobre corpo na sociedade certamente foi fundamentada na autora Silvana Goellner q tem na Bibliografia, tem que dar uma olha naquelas referências!!! Segue o recurso que fiz, meu email é mariah1611@gmail.com
        Quem quiser trocar umas ideias pode me mandar mensagem!
        PS: Ainda preciso tbm de uma questão sobre conhecimentos da área!!!
        área 1 – Linguagens e suas Tecnologias da Habilitação 1.8 – Educação Física

        A questão de número 56 da prova traz 3 assertivas a respeito de atividade física e atidão física, na qual a 3ª assertiva é considerada falsa de acordo com o gabarito. Contrariamente a isso, há diversos autores na literatura que comprovam que a afirmação está correta. Dentre alguns cito o autor Guedes, o qual a questão da aptidão física é abordada em seu capítulo nas “Orientações Básicas sobre Atividades Físicas e Saúde para Profissionais das Áreas de Educação e Saúde”, definindo-a como “um estado dinâmico de energia e vitalidade que permite a cada um não apenas a realização das tarefas do cotidiano, as ocupações ativas das horas de lazer e enfrentar emergências imprevistas sem fadiga excessiva, mas, também, evitar o aparecimento das funções hipocinéticas, enquanto funcionando no pico da capacidade intelectual e sentindo uma alegria de viver”. Propõe também que a aptidão física seria a “capacidade de realizar esforços físicos sem fadiga excessiva, garantindo a sobrevivência de pessoas em boas condições orgânicas no meio ambiente em que vivem”.

        A prova trouxe a seguinte assertiva: “A aptidão física é a capacidade de executar os exercícios de forma mais eficiente possível. De acordo com esse autor essa assertiva é VERDADEIRA.

        A referência completa desse autor é: Guedes DP. Atividade física, aptidão física e saúde. In: Carvalho T, Guedes DP, Silva JG (orgs.). Orientações Básicas sobre Atividade Física e Saúde para Profissionais das Áreas de Educação e Saúde. Brasília: Ministério da Saúde e Ministério da Educação e do Desporto, 1996.

        Sendo assim, a questão de número 56 teria como resposta certa a questão C.

  22. Preciso encontrar quem fez Inglês. Tenho uma expectativa de recurso para nossa especifica. É muito importante a parceria. Por favor, estou por um ponto em Inglês.

    • Vou tentar fazer um resumo das necessidades que aparecem nos comentários, por área, ainda hoje. Colegas e professores do curso de licenciatura podem ajudar. Tu já tentaste contato com eles?

  23. Gostaria de saber de alguém que fez para artes visuais, alguma questão que cabe recurso, pois me faltou 1 acerto justamente em na parte especifica de artes visuais.
    Obrigada

    • Carol, para ver se alguém comentou sobre artes visuais terias que ler todos os comentários dos textos sobre o assunto aqui no blog. Vou tentar fazer um resumo das necessidades expressas por todos e pretendia fazer isso hoje, mas não sei se vou conseguir.

  24. Olá, fiz a prova 1.1 língua portuguesa e reprovei por uma questão.Acertei 5 das 10 últimas questões da prova.
    alguém sabe se alguma das últimas questões dessa prova poderá ser anulada?
    obrigada.

      • Oi, a área é 1.1- português e literatura da língua portuguesa.
        As questões são: 51,53,55,57 e 59.
        Obrigada.

      • Oi, me aconteceu isso, também sou do português, fiz 5 acertos, não 6 como deveria. Vou recorrer da questão 53, pois foi mal elaborada. A resposta da C não atende a inferência da questão “qual pergunta pode ser dirigida ao dicionário”. Na letra C temos locuções que são palavras ou expressões polêmicas, por exemplo, não temos um dicionário com as locuções Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Há também locuções ainda não dicionarizadas como “frente a” que é amplamente empregada no jornalismo e meio jurídico. Assim, a pergunta da letra C pode ou não ser respondida, depende da locução perguntada. Outra coisa, o texto nos leva a entender que a autora discorre sobre dicionários de uso geral, não os específicos como de termos técnicos, por exemplo.

  25. Olá, também estou na mesma situação, preciso saber se cabe recurso nas questões 59 e 53 da área 1.1. Preciso de uma questão da área para aprevação. Obrigada se puder me ajudar.

      • Olha a questão 53, letra C, que pode ou não ser respondida pelo dicionário por causa das LOCUÇÕES. Estuda as locuções e faz um recurso, essa escolha foi infeliz, pois são muitas e variadas na língua além de nem todas serem dicionarizadas.

    • Olá! Também percebi falhas na questão 53, com relação a açlternativa c. Nem todas as palavras da Língua Portuguesa equivalem a uma locução. É necessário que elaboremos bem um recurso para a mesma. Abraço

      • Pessoal do inglês! Tentem pedir ajuda no facebook, talvez algum amigo tenha conhecimento na área.

  26. Olá Professora!

    Também fiquei por 1 em português e 3 em conhecimentos específicos da área de linguagens e suas tecnologias – Português, estou enviando para Sra. o embasamento que fiz para todas questões duvidosas da prova em todas as partes.
    Gostaria que me desse uma ajuda, pois não sei se esta correto.

    Desde já, agradeço sua ajuda e parabenizo-a pelo blog.
    Meu e-mail – maiaramsouza@bol.com.br

    Maiara Souza

  27. Olá Pessoal!
    Parece que é uma prática comum da FDRH anular várias questões em provas deem uma olhada no concurso do Banrisul de 2009/2010.

    1.1. Alteração de gabarito- Foi alterado o gabarito da Questão Nº 12:
    Questão12: a alternativa correta é a B e não a A como constou.
    1.2. Questões anuladas – Foram anuladas as seguintes questões: 36, 43, 59, 60, 63 e 80.
    4. RESULTADOS DAS PROVAS OBJETIVAS http://www.fdrh.rs.gov.br e http://www.banrisul.com.br , através da consulta no Link específico em Concurso do BANRISUL, onde o candidato deverá digitar o número do seu CPF.

    VAMOS FAZER A NOSSA PARTE, ME AJUDEM!
    MANDEM OS RECURSOS QUE VOCÊS JÁ FIZERAM PARA EU SABER SE ESTÁ CORRETO O QUE EU FIZ. SE QUISEREM OS MEUS EU RETORNO O E-MAIL. ” CONCURSO PARA PORTUGUÊS 1.1″ português, legislação e pedagógicos são comuns a todas as áreas.

    Pedi a Profª. Angela dar uma olhada pra ver se é assim que se faz.

    OBRIGADA!

    maiaramsouza@bol.com.br

  28. Gente!! Eu achei cabível de recursos algumas questões! Questão 16 “Dentro os idéias da escola pública, destacam-se o da igualdade de oportunidades e em particular, o da igualdade de direitos entre homens e mulheres, conforme a crítica de QUINO” No que se refere a igualdade entre os sexos, é correto afirmar que “ ( pág. 08)
    Argumentos; Defendo a interpretação dúbia sobre essa questão, e fundamento teoricamente, que, (GASPARI, 2003, p. 31) usa um discurso sexista ao descrever sobre a mulher e seu viver para o homem, não a reconhecendo enquanto sujeito atuante da história. Foi influenciado por Rousseau ao utilizar a idéia de inferioridade feminina com relação à sua incapacidade de raciocinar como homem, reforçando a idéia de inferioridade feminina. Essa mesma visão não igualitária entre os sexos, que preconiza o masculino com base em preconceitos e esteriótipos, provavelmente foi a responsável pela consolidação de uma sociedade machista nos séculos XIX e XX. O desempenho social entre masculino ou feminino o que acarreta discriminação de gênero este, corresponde diretamente ao sexo biológico.
    Questão 19 “Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende.”

    Argumentos:

    Quando feita uma reflexão sobre a prática docente, que é ensinar este educador, simultaneamente também de certa forma, está aprendendo- e o evento de aprender – se mostrará indissociável do que ele ensina. Portanto, estão ligados inegavelmente o acontecimento de aprender – ensinar.
    As duas alternativas de respostas (e) pelo resultado do gabarito, e por mim como resposta (c), colaboram para um mesmo olhar interpretativo. Tem caráter similar acerca da reflexão do tema questionado.
    Edgar Morin, artífice e construtor do método complexo que, quando aplicado à educação, nos permite e nos exige: a) perceber e conhecer o erro e a ilusão como inerentes ao conhecimento humano b) descobrir a relação entre as partes e o todo e o valor do contexto na experiência do conhecimento d) aprender e ensinar a condição humana – constitui todo o ser humano – buscar construir estratégias de enfrentamento (…)

    Concluo que, assim, o ato de ENSINAR exige uma reflexão crítica e permanente sobre a própria prática educativa. (letra C) que parece similar a (letra E), pois aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo, ou seja, simultaneamente.

    Fonte:
    MORIN, Edgar. Educação e Complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 2002

      • Para ajudar a ÂNGELA- pois, embora eu tenha ido muito bem em inglês, me surpreendeu as respostas das questões 59 e 60!! Discordo completemante do resultado no gabarito exibido…

        Questão 56 “ the alternative that correctly fills the blanks in lines 03,06 and 10 is”

        O gabarito dessa questão reconheceu como correta a alternativa (E):
        (e) Yet- Despite- When

        Argumentos:

        Segundo a gramática da Língua Inglesa, jamais o advérbio de tempo (YET) pode estar iniciando frases. Usa-se em final de frases negativas e interrogativas, somente. Em caso de uso com superlativos, o YET só poderá ser usado DEPOIS do SUPERLATIVO e nunca, ANTES.

        Fonte:
        Beaumont, Digby. English Grammar. An Intermediate Reference and Practice Book. Oxford. Hainemann , 1992

        Questão 60 “Consider the statements Bellow.”

        I – The words fails ( line 03), develop (line 8) and become (line 17) are, in the text, verb forms of the simple present tense

        Argumentos:

        Venho pedir a revisão dessa questão no resultado do gabarito, que indica a alternativa correta – a questão da letra (e) e nela, onde deveria contemplar a alternativa I entre as de I – II e III e segundo a gramática Inglesa: os três verbos abaixo em negrito e pelo contexto em que se encontram TODOS OS VERBOS – estão corretamente no SIMPLE PRESENT TENSE e portanto, por discordar GRAMATICALMENTE.
        Todos esses verbos estão no tempo presente e não foram considerados como correto. O que pedia o exercício da questão 60. No resultado do gabarito foi aceito como sendo correta a letra (C) o que despreza a verdade da questão.

        Fonte:
        Beaumont, Digby. English Grammar. An Intermediate Reference and Practice Book. Oxford. Ed. Hainemann , 1992

      • Chicasimplesmente,
        Estou muito feliz de receber suas palavras. Estava quase desanimando. Não fui bem na especifica, faltou um ponto. O emocional me derrotou como disse anteriormente. É lamentável você chegar em casa e mais calma deparar com questões que poderia ter respondido corretamente não fosse o tempo e o nervosismo. Estou como tantos outros candidato/as em estado deplorável de ansiedade e na busca do bendito ponto para a classificação. Tudo o que precisamos é união na categoria. Nesse momento já estou até preferindo a anulação do concurso, sinceramente. Não consigo nem trabalhar direito remoendo meu cérebro na esperança da anulação de uma questão.Estou pesquisando
        sobre a questão 56, o emprego de WHEN/IF. No texto original está como IF. Preciso entender o raciocínio do autor da questão para argumentar. Você tem a referência bibliográfica exigida no Edital? Você tem Michael Swan segunda edição? Preciso muito acessar essa edição pois a que tenho é a terceira. Necessito do parecer dele na segunda edição sobre o emprego de WHEN/IF. Pode me passar se tiveres?
        Preciso consultar Raymond Murphy, do Edital o qual também não tenho só tenho o Grammar in Use. Quanto a sua abordagem sobre YET nao havia reparado.No texto original está como YET. Por outro lado também fiquei possessa com a questão 60 julguei que todos fossem no presente simples, na questão. Há que analisar essa questão quanto a pontuação, ou seja, a virgula que ele usa quando diz “…are, in the text, entende? E ponderar sobre BECOME no particípio. Ai fiquei confusa quanto a BECOME. Em relação a 59 confesso que desconhecia o vocabulário CITY DWELLERS só acertei a questão em função de VALUABLE PLACE.
        Agora convenhamos, o Edital citou:
        - compreensão de textos atuais , veiculados em livros, revistas, jornais, etc.e os elementos de contextualização. Relação texto-contexto para captação do significado.
        - domínio de vocabulário e expressões idiomáticas usadas no texto
        - conhecimentos gramaticais essenciais ao funcionamento da língua descrita pela gramática.
        Agora me diga, podemos considerar textos de 2010 como atuais? Qual é o critério para um texto ser julgado atual? Existe uma cronometragem para tal? Eu não tenho acesso a revistas ou seja lá o que for do tipo “New Scientist” e “The Guardian” e você? E mais, não entendo muito de informática no sentido de dizer se um software anti-cola (de provas) construído pela tecnologia trabalha ATRAVÉS de ou COM uma unidade que os estudantes plugam em seus computadores no texto “New Invigilation Software”. Fala sério … Não sabia que o software trabalha através de uma unidade plugada no computador pensei que fosse o trabalho com uma unidade plugada entende? Fiquei em duvida na hora da prova. Essa foi a que errei ao passar a resposta para a grade, tamanho cansaço e nervosismo. Se pelo menos tivesse errado na certa né kkkkk? Sufoco mesmo. Há quem diga que os textos são técnicos, daí a dificuldade de certa forma.
        Quanto aos texto dois em relação a BECOME da questão 60 ele está tal qual o texto original, razão pela qual perdi a esperança de entrar com recurso já que o texto é de nativos.Receio que são vistoriados para correção, ainda mais se tratando de material renomado “New Scientist” entende? Ou poderia ter alguma margem de erro? Teríamos que descobrir o autor do artigo, que por sinal não é citado na prova o que dificulta a pesquisa. Aliás, não há aspas em falas e nem referencias nas mesmas a não ser a informação de que é uma adaptação. Então não há necessidade de fidelidade ao texto original? São muitas interrogações como diz Rick e professora Angela que têm nos dado um grande apoio. Vou passar meu argumento na questão 56 mas preciso de parecer da referencia do Edital dos dois autores. Tenho embasamento de ambos mas em outras obras que não as indicadas.
        Desculpe tanta fala. É que estamos todos desesperados principalmente os que estão por um ponto. Só nós sabemos o que estamos sentindo em função desse concurso. Não basta a desvalorização da profissão, o salário e agora mais esse desgaste emocional. O amor a profissão e o doce sonho da estabilidade são razoes que nos fazem esperançosos e insistentes. Vamos vencer essa batalha. Que alguém olhe por nós. Seja pela anulação do concurso ou de questões. Achei bonita a atitude do pai que mesmo tendo o filho classificado vai recorrer em função de absurdos cometidos na prova. Parece que as questões foram elaboradas em forma de batalha para nos derrubar. Sabe-se que há que ter cuidado com questões de múltipla escolha para que não se tornem dúbias mas parece que a ganancia de torná-las o mais difícil e confusa possível levou exatamente a grandes contradições. “O feitiço vira contra o feiticeiro”.
        Assim que me organizar na 56 lhe mando o que tenho para tentar recurso. Por favor avalie o emprego de WHEN/IF enquanto isso.Tudo o que preciso é de opinião se tenho um caso para recorrer na 56.Lembrando, o texto original está com YET – DESPITE – IF. Você acertou a 56, 59 e 60?
        Você também está por um ponto em alguma área?
        Abraço
        Angela Silva

      • Prezada ANGELA…
        Realmente aquele BECOME – está estranho ( passado simples seria: BECAME) que concordaria com o outro verbo que há na frase que esta no passado – WERE… mas para ser entendido como particípio esse “BECOME” deveria ter um HAVE/HAD junto, não achas?? Verifica a questão!! abraços…

        Questão 59 “ Which of this phrases bellow present the same structure as city dwellers ( line 06) and valuable place ( line 13), in this order? (Pág. 27)

        Argumentos:

        Questão confusa!!!Não entendi que tipo de estrutura se referia a pergunta. Sem clareza a questão, pois nada consta sobre qual o tipo de estrutura era pedida, estava solta no ar. Qual seria a estrutura?

  29. Compartilhando meu ponto de vista!!
    Eis algumas questões que me geraram dúvidas e corri atrás para defender meu ponto de vista!! Espero que meus argumentos possam ajudá-los!! Abraços, Chica.

    Prova de Conhecimentos Pedagógicos

    Questão 16 “Dentro os idéias da escola pública, destacam-se o da igualdade de oportunidades e em particular, o da igualdade de direitos entre homens e mulheres, conforme a crítica de QUINO” No que se refere a igualdade entre os sexos, é correto afirmar que “ ( pág. 08)

    Argumentos:

    Reconhecida como resposta correta pelo gabarito como sendo a letra (a), EU reconheço que pode ser muito bem a letra (d ), contesto o resultado em função de que considero que está explícito que a mesma gera um fator duvidoso para ser respondida com coerência. Defendo a interpretação dúbia sobre essa questão, e fundamento teoricamente, que, (GASPARI, 2003, p. 29) detinha um discurso de que a educação feminina deveria ser restrita ao doméstico, pois, segundo ele, elas não deveriam ir em busca do saber, considerado contrário à sua natureza. Essa sociedade que lutava tanto por liberdade, passou a exigir que as mulheres fizessem parte dela, mas como mães, guardiãs dos costumes, e como seres dispostos a servir o homem. Kant (GASPARI, 2003, p. 31) usa um discurso sexista ao descrever sobre a mulher e seu viver para o homem, não a reconhecendo enquanto sujeito atuante da história. Foi influenciado por Rousseau ao utilizar a idéia de inferioridade feminina com relação à sua incapacidade de raciocinar como homem, reforçando a idéia de inferioridade feminina. Essa mesma visão não igualitária entre os sexos, que preconiza o masculino com base em preconceitos e esteriótipos, provavelmente foi a responsável pela consolidação de uma sociedade machista nos séculos XIX e XX. O desempenho social entre masculino ou feminino o que acarreta discriminação de gênero este, corresponde diretamente ao sexo biológico.
    Concluindo, não há como separar que por observação também do sexo, ou seja das genitálias, não se obteve o preconceito e se firmou o “machismo”.

    Questão 19 “Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende.”

    Argumentos:

    Quando feita uma reflexão sobre a prática docente, que é ensinar este educador, simultaneamente também de certa forma, está aprendendo- e o evento de aprender – se mostrará indissociável do que ele ensina. Portanto, estão ligados inegavelmente o acontecimento de aprender – ensinar.
    As duas alternativas de respostas (e) pelo resultado do gabarito, e por mim como resposta (c), colaboram para um mesmo olhar interpretativo. Tem caráter similar acerca da reflexão do tema questionado.
    Edgar Morin, artífice e construtor do método complexo que, quando aplicado à educação, nos permite e nos exige: a) perceber e conhecer o erro e a ilusão como inerentes ao conhecimento humano b) descobrir a relação entre as partes e o todo e o valor do contexto na experiência do conhecimento d) aprender e ensinar a condição humana – constitui todo o ser humano – buscar construir estratégias de enfrentamento (…)

    Concluo que, assim, o ato de ENSINAR exige uma reflexão crítica e permanente sobre a própria prática educativa. (letra C) que parece similar a (letra E), pois aprendemos e ensinamos ao mesmo tempo, ou seja, simultaneamente.

    Fonte:
    MORIN, Edgar. Educação e Complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 2002

    Questão 29 “ A formação dos profissionais da educação, de modo a atender às especificidades do exercício de suas atividades e aos objetivos das diferentes etapas e modalidades da Educação Básica, deve ter determinados fundamentos.

    Considere os abaixo citados.

    I – Presença de sólida formação básica que propicie o conhecimento dos fundamentos científicos e sociais de suas competências de trabalho.

    II – Associação entre teorias e práticas, mediante estágios supervisionados e capacitação em serviço.

    III – Aproveitamento da formação e de experiências anteriores em instituições de ensino e outras atividades.

    Baseada em informação de cunho duvidoso, venho pedir a anulação da questão de número (29) da prova de Legislação, pois considero que está explícito que a mesma gera um fator duvidoso para ser respondida com coerência. Observando-se que essa questão se encontra muito mal formulada, dando outro entendimento para o que foi questionado.

    Acima, o exercício de forma verossímil da questão (29), gerou transtorno em parte de seu enunciado – “(…) a presença de sólida formação básica” porque pressupõe um nível de conhecimento exigido ao profissional da educação e confunde o realizador da prova a pensar em apenas uma escolaridade de “ Educação de formação Básica para o profissional”. O que a torna a questão INCORRETA, pois não está correto nesse caso, ser considerada “formação Básica” para qualificar um profissional da educação E SIM, deveria CONSTAR DE “formação superior / acadêmica”.

    A questão, exige a troca de “(…) a presença de sólida formação básica” (…)”
    por “ (…) a presença de sólida Formação Superior / acadêmica (…)”

    Argumentos:

    Em complemento à Constituição Federal, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação entende que a “educação básica tem por finalidade desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação comum, ou seja, a formação básica, indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e estudos posteriores”.
    Para a LDB: Seção III
    Do Ensino Fundamental

    1. Para a LDB : Art. 32. O ensino fundamental, com duração mínima de oito anos, obrigatório e gratuito na escola pública, terá por objetivo a formação básica do cidadão, mediante: (…)
    2. * “O texto final aprovado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Presidente
    da República será o atualmente vigente, no qual o conceito de educação
    básica aparece. Tal conceito comparece nos Capítulos I e II, do Título V, e, ao
    longo do texto, 21 vezes em 20 artigos. De modo constante, o termo educação
    básica se vê acompanhado, no conjunto dos artigos, do adjetivo “comum”. Tal
    é o caso, por exemplo, da formação básica comum dos conteúdos mínimos
    das três etapas (inciso IV, do artigo 9º), da formação comum no artigo 22, da
    base nacional comum dos artigos 26, 38 e 64, da diretriz de respeito ao bem
    comum do artigo 27.
    A ligação entre a dimensão básica e o conceito de comum, na educação,
    carrega um sentido próprio. Comum opõe-se a uma educação específica (do
    tipo ensino profissional), de classe (que constitua um privilégio) ou mesmo que
    carregue algum diferencial mesmo que lícito (escola confessional).”

    *CURY, Carlos Roberto Jamil. A Educação Básica como um direito. Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -Cadernos de Pesquisa, v. 38, n. 134, maio/ago. 2008

    Questão 32 “Sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), é INCORRETO afirmar que “

    Venho pedir a anulação da questão de número (32) da prova de Legislação, pois considero que está explícito que a mesma gera um fator duvidoso para ser respondida com coerência. Observando-se que essa questão se encontra muito mal formulada, dando outro entendimento para o que foi questionado, pois existe a MP no. 562/12 sobre o PAR, onde é permitido o envio de recursos do FUNDEB diretamente, ou seja: DINHEIRO DIRETO na ESCOLA.

    O resultado do gabarito reconhece como sendo a alternativa de letra (d) a afirmação correta MAS observando a MP abaixo citada, torna-se contraditória e causa mal interpretação.

    Medida Provisória no. 562/12, que pode ajudar na argumentação ao meu pedido de revisão da questão acima citada:

    Argumentos:

    Segundo a MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562, DE 20 DE MARÇO DE 2012 que,

    “Dispõe sobre o apoio técnico ou financeiro da
    União no âmbito do Plano de Ações
    Articuladas, altera a Lei no 11.947, de 16 de
    junho de 2009, para incluir os polos presenciais
    do sistema Universidade Aberta do Brasil na
    assistência financeira do Programa Dinheiro
    Direto na Escola, altera a Lei no 11.494, de 20
    de junho de 2007, para contemplar com
    recursos do FUNDEB as instituições
    comunitárias que atuam na educação do
    campo, altera a Lei no 10.880, de 9 de junho de
    2004, para dispor sobre a assistência financeira
    da União no âmbito do Programa de Apoio aos
    Sistemas de Ensino para Atendimento à
    Educação de Jovens e Adultos, e dá outras
    providências.
    A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da
    Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei:
    Art. 1o O apoio técnico ou financeiro prestado em caráter suplementar e voluntário pela
    União às redes públicas de educação básica dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
    será feito mediante a pactuação de Plano de Ações Articuladas – PAR.
    Parágrafo único. O PAR tem por objetivo promover a melhoria da educação básica
    pública, observando as metas e as diretrizes fixadas pelo Ministério da Educação.”

    Prova de Conhecimentos da área ( Linguagens e suas tecnologias)

    Questão 36 “Considere as afirmações abaixo a respeito das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental, de acordo com a Resolução CNE/CEB no. 02/98.”

    Não concordo com o resultado do gabarito que PRIMOU pela letra ( a) como sendo a certa pois,

    Argumentos:

    Segundo o CEB/ 02 de 07 de abril de 1998…

    RESOLUÇÃO CEB Nº 2, DE 7 DE ABRIL DE 1998 (1*) (**)
    Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino
    Fundamental.

    O Presidente da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação, tendo em
    vista o disposto no Art. 9º § 1º, alínea “c” da Lei 9.131, de 25 de novembro de 1995 e o Parecer CEB
    4/98, homologado pelo Senhor Ministro da Educação e do Desporto em 27 de março de 1998,
    RESOLVE:
    Art. 1º A presente Resolução institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino
    Fundamental, a serem observadas na organização curricular das unidades escolares integrantes dos
    diversos sistemas de ensino.
    Art. 2º Diretrizes Curriculares Nacionais são o conjunto de definições doutrinárias sobre
    princípios, fundamentos e procedimento da educação básica, expressas pela Câmara de Educação
    Básica do Conselho Nacional de Educação, que orientarão as escolas brasileiras dos sistemas de
    ensino na organização, articulação, desenvolvimento e avaliação de suas propostas pedagógicas.

    V – As escolas deverão explicitar em suas propostas curriculares processos de ensino voltados para as relações com sua comunidade local, regional e planetária, visando à interação entre a educação fundamental e a vida cidadã; os alunos, ao aprenderem os conhecimentos e valores da base nacional comum e da parte diversificada, estarão também constituindo sua identidade como cidadãos, capaz e de serem protagonistas de ações responsáveis, solidárias e autônomas em relação a si próprios, às suas famílias e às comunidades.

    VI – As escolas utilizarão a parte diversificada de suas propostas curriculares para enriquecer e complementar a base nacional comum, propiciando, de maneira específica, a introdução de projetos e atividades do interesse de suas comunidades.

    Questão 41 “ Conforme definido pela LDB/1996, retomado pelo Parecer CNE/CEB no. 11/2010 e explicitado nos documentos referentes aos parâmetros e orientações para o Ensino Fundamental e o Médio, o currículo é composto por uma base nacional comum e uma parte diversificada.

    Na área de linguagens e suas tecnologias, os componentes curriculares que compõem oficialmente essa parte diversificada ”

    Defendo a minha interpretação baseada na lei segue e vejo nela o que neste sentido me ampara, argumento e rejeito, o resultado reconhecido pelo gabarito como sendo a alternativa (b) mas sendo minha alternativa também correta – considerando como resposta a letra (c).
    Pois entendo que * ( no sentido da escola ajudar no desenvolvimento local quanto à luz do conhecimento a ajude progredir socialmente naquela comunidade local)

    Argumentos:

    A liberdade existe, desde que observados os preceitos constitucionais e o que está contido nos princípios gerais da própria LDB e, nem poderia ser diferente!
    O art. 9º estabelece as competências da União em matéria de educação. São incumbências que
    reforçam o papel de coordenação que a União deve exercer em relação à política nacional de educação.
    Dentre as várias incumbências, cabe destacar aquela que afirma ser responsabilidade desse ente federativo “elaborar o Plano Nacional de Educação, em colaboração com os Estados, o Distrito
    Federal e os Municípios”.
    O art. 10 trata das incumbências dos Estados em matéria educacional.
    Neste caso, cabe destacar duas incumbências, entre outras,a saber: “V – baixar normas complementares para o seu sistema de ensino; ainda com recursos acima dos 25,0% previstos pela Constituição Federal.
    Os artigos 12 e 13 tratam diretamente da responsabilidade da escola e dos professores na condução no processo ensino e aprendizagem.
    O art. 12 estabelece sete ações a serem desenvolvidas pela escola. A principal delas diz respeito à autonomia que a escola tem na elaboração e execução de sua proposta pedagógica, comumente denominada de projeto político pedagógico ou simplesmente, projeto pedagógico. Esta sem dúvida é uma inovação estabelecida pela LDB de grande importância e que se constitui num aspecto descentralizador.
    Deve-se também considerar o fato de que o inciso VII desse artigo recebeu nova redação e
    desse modo, nos termos da nova redação, a escola deve “informar pai e mãe, conviventes ou não com seus filhos, e, se for o caso, os responsáveis legais, sobre a frequência e rendimento dos alunos, bem como sobre a execução da proposta pedagógica da escola” (Redação dada pela Lei 12.013 de 2009).
    O art. 13 cuida das responsabilidades dos docentes com o processo ensino e aprendizagem…
    Educação e LinguLELEagem
    LEI de DIRETRIZES e BASES – LDB

    Ao todo são seis incumbências, algumas óbvias, como a que afirma que o professor deve ministrar os dias letivos e as horas aulas estabelecido, além de estar obrigado a participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional. Também assegura que o professor participe da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino.
    Os dois artigos que estamos comentando, também expressam a necessidade de a escola e os professores desenvolverem esforços no sentido de uma maior integração da escola com as famílias e com a comunidade em geral.

    *O envolvimento com a comunidade escolar e local, bem como a participação dos docentes na elaboração do projeto pedagógico da escola são reforçados pelo art. 14 da LDB, que trata das normas gerais que deverão ser elaboradas pelos sistemas de ensino sobre o princípio da gestão democrática do ensino público.

    Venho pedir a anulação da questão de número (29) da prova de Legislação, pois considero que está explícito que a mesma gera um fator duvidoso para ser respondida com coerência. Observando-se que essa questão se encontra muito mal formulada, dando outro entendimento para o que foi questionado.

  30. Ângela,
    sinceramente, eu nunca vi um concurso com tantas confusões como esse do Magistério RS 2011/2012. Estive pensando se as confusões foram ou não foram propositais depois de ver o preço da inscrição mais caro que concurso para diplomatas, tanta gente reclamar de mudança nas regras de aprovação depois que todos haviam se inscrito, provas erradas no dia do concurso, demora na publicação dos gabaritos, questões mal elaboradas e outras fora da bibliografia. Não terá o governo preparado tudo isso para provocar processos judiciais, deixar o concurso trancado na justiça e não nomear os professores???

    • Então não sou a única que pensa em “teoria da conspiração”. Valor altíssimo em relação ao salário oferecido, etc. e tal.
      O pior é que a lei parece não valer, veja o caso do piso. Professores são seres marginais, seus direitos – julgados e sacramentados nos tribunais
      - ficam a margem da lei e se isso não bastasse, ainda utilizam o mesmo para pisotear os professores com uma propaganda que vende a ilusão usando percentuais ou dando-o para alguns. Pobre sociedade que acredita em desinformação.
      Qual a tua área de atuação?

      • Bom dia,
        Professora Angela
        Como já disse estou por um ponto na especifica do concurso magistério (língua inglesa). Dentre as 10 questões apenas uma vejo como possibilidade de recurso. Por outro lado não sei os critérios para definir o que está certo e errado no caso de haver partes de um texto de revista no concurso e poder ser trocado uma palavra do texto. Ou seja, o exercício exigiu completar lacunas (três lacunas). O gabarito deu como certo uma alternativa com outra palavra que não a original do texto. As duas palavras em questão, do texto do concurso e do texto original, exigem cuidado ao empregá-las, ou seja, há regras para tal. Minha opinião é a palavra do texto original que deveria completar a lacuna já que as duas primeiras opções do exercício o autor da questão conservou a fidelidade ao texto não entendo a imposição da substituição da terceira palavra por outra que não a do texto original. Isso é permitido? Teria eu aqui um caso para recurso? Há algum embasamento que exija a palavra que consta no texto original como resposta? Ou é um caso sem fundamento e devo esquecer e aceitar a derrota? Tenho esperança? Há como referencia no concurso (Adaptação da revista tal, data tal). Por que o autor da questão conservou as duas primeiras palavras originais e mudou a terceira na alternativa considerada correta por ele? Isso pode? A questão ficou duvidosa para mim. Não há alternativa que contemple o texto original. Será que tenho um caso de recurso aqui? Por outro lado há que analisar, como disse antes, o emprego da palavras trocadas (WHEN/IF) segundo as regras. Considerando que o autor do texto original empregou IF me pergunto a razão do autor da questão do concurso ter cobrado WHEN para completar a lacuna do texto.
        Não consigo entender.
        Está difícil pois não encontro alguém para analisar a questão comigo. Se ao menos tivesse um mestre no assunto da língua inglesa e colegas para trocar idéias mas nem isso estou conseguindo. Por um ponto…é tudo que se precisa.
        Entrei, como outros tantos colegas em pânico no momento da especifica pois já era 5 e 37 quando virei a página para iniciá-la. Nem as respostas eu havia passado para a grade. Para ajudar errei uma da específica ao passar para a grade, aí foi a gota d’água, perdi o controle emocional, nem enxergava mais direito os textos é como se houvesse areia em meus olhos, foi pavor mesmo. Tremia tanto que tinha receio de não conseguir preencher direito aquelas bolinhas de respostas e escapar rasura para os lados. Foi desesperador. Não havia necessidade para tanto. Como foi o comentário de hoje, erros do concurso, prova confusa e cansativa, demora no gabarito o que nos gerou um desgaste emocional, verdade seja dita, sem contar os gastos, com o valor exorbitante do concurso, apostila, cursinhos particulares, livros caríssimos como referência, de inglês por exemplo, um 147,00 difícil de encontrar por ser importado e outro 107,00, bem baratinhos não é mesmo? Sem contar gastos com deslocamento e alimentação para fazer as provas. Sinceramente, é muita miséria para tanta exigência.”E o salário ó…” como dizia nosso querido professor ‘Raimundo’. Descanse em paz Chico Anísio!
        Por favor uma luz!
        Obrigada,
        Beijos

    • Ainda mais,
      Creio que a maioria que prestou concurso são contratados. Embalados na doce esperança do “finalmente nomeado”. Nunca vi tanta desvalorização para com a categoria. Temos mais uma despesa pela frente. Quanto custa um nariz de palhaço?
      Abraço

  31. Ângela,
    respondendo a sua pergunta, minha área é o direito tributário e não sou candidato, sou advogado da área tributária. Casualmente fui procurado pelo filho de um amigo que fez o concurso para analisar as questões de legislação, confesso que fiquei perplexo. O filho do meu amigo, embora tenha tido a pontuação necessária para aprovação, vai entrar com recurso contra várias questões e encaminhará processo judicial caso a FDRH e a SEDUC RS se negarem a anular as tais questões. Como eu não sou advogado do direito administrativo, indiquei a ele advogados especialistas no direito administrativo. Eu confesso que não estou pensando boa coisa sobre os responsáveis por esse concurso do Magistério RS 2011/2012. Dê uma olhada neste site.
    http://www.bancodeconcursos.com/curiosidades/concursos-suspensos-ou-anulados.html
    Abraços
    Rick

    • Rick
      Muito importante sua informação. Nada mais justo o concurso ser anulado para todos. Basta considerar a informação abaixo como principio de requerimento para tal no site(http://www.bancodeconcursos.com/curiosidades/concursos-suspensos-ou-anulados.html, que você nos informou:
      SÃO PAULO
      Em maio de 2008, em virtude da falha de distribuição de provas em alguns locais do exame, a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo cancelou o concurso.”
      Estamos na mesma situação. Nada mais justo que cancelar o concurso. Nada contra os colegas de Uruguaiana por exemplo,mas temos que considerar que já sabem o estilo da prova e terão até mais tempo para
      estudar. Que isso ocorra para todos já que está tudo muito confuso como mencionado em seu depoimento e de professora Angela. Parece conspiração? Então vamos lutar pela anulação.
      Abraço,
      Angela Silva

    • Rick, achei que seria algo assim. Não tenho grandes conhecimentos jurídicos e muitas vezes tenho que pesquisar para não colocar bobagem em algum texto. Essa deesconhecimento não é só meu, nem texto falo sobre “concluso ao juíz” e ele é visitado muito, a partir dos sites de busca. agradeço muito pela ajuda e assim que tiver tempo vou colocar um texto explicando a motivação que me levou a tentar ajudar os colegas. Espero que possa continuar contribuindo. Abraço e boa semana

    • Rick, achei que seria algo assim. Não tenho grandes conhecimentos jurídicos e muitas vezes tenho que pesquisar para não colocar bobagem em algum texto. Essa deesconhecimento não é só meu, nem texto falo sobre “concluso ao juíz” e ele é visitado muito, a partir dos sites de busca. agradeço muito pela ajuda e assim que tiver tempo vou colocar um texto explicando a motivação que me levou a tentar ajudar os colegas. Espero que possa continuar contribuindo. Abraço e boa semana

  32. Professora Angela, minha aprovação depende de uma questão na área linguagens e suas tecnologias 1.1. Estava com esperança com recurso na questão 60, porém enviei um emai para o autor do texto (Carlos Lagares) que retornou e explicou que o gabarito está correto. Agora vou tentar analisar as questões 59 e 53 da área. Será cabível recurso nessas questões?
    Abraço,
    Veruska
    veruskaevaldt@yahoo.com.br

      • Estou com o mesmo problema da Veruska. Acredito que a questão 60, mesmo o próprio autor afirmando que o gabarito está correto, acho que cabe recurso, pois o mesmo (LAGARES) não contava na bibliografia e nem noção de correção linguística. A única coisa que constava eram as inferências, o que não leva a nenhuma conclusão na resposta, pois não modifica em nada. O que valia na questão era saber a noção de correção linguística e pelo parágrafo apresentado(curto) não foi possível chegar a uma resposta. Até porque é um tema bastante discutido, entre vários autores, os padrões e as variedades linguísticas. A letra b por exemplo não pode ser considerada como verdadeira, pois monolito significa grande bloco único de rocha exposto no terreno, homogêneo e sem fraturas, de dimensões decamétricas em geral ou maiores e, muitas vezes, associados a campos de boulders que tendem a ter dimensões métricas. Se é homogêneo não tem como ser certa essa resposta. Não é o meu caso, pois marquei a letra e, acredito que sendo a-histórico (ou seja, não histórico) não pode demarcar grupos e distinções sociais. Por esses motivos acho que a resposta precisa estar de acordo com o pensamento do autor, e como não constava na bibliografia essa questão pode ser anulada.
        OBS.: TAMBÉM ERREI AS QUESTÕES 53 E 59. SE TIVER ALGUMA RESPOSTA POR FAVOR ME ENVIE.
        Obrigada!

  33. Olá Pessoal!
    Concordo com a posição do Rick, me saí bem nas outras partes da prova de linguagens e suas tecnologias, porém “vou ficar a ver navios” pela prova de conhecimentos específicos da área, os quais são pareceres, PCN e outras questões que fiquei confusa.

    COLEGAS! os textos originais estão todos modificados pela interpretação do elaborador da prova, acho que isso cabe anulação de toda prova, modificaram um texto retirado da obra de Freire, e colocam como resposta, somos conhecedores de que entre uma coisa que “deve ser” e É, são altamente modificantes, ou É ou DEVE SER, o elaborador modifica, interpreta e nos pergunta, desse modo não tem como acertar. estou determinada a questionar mais de 14 questões de toda prova, só preciso de 3 na última parte, mas não posso aceitar que nos tirem para PALHAÇOS ou BURROS. Não podemos nos acomodar e deixar que façam o que bem intenderem com nossa categoria. Como de fato, eu já imaginava que os contratados fariam a prova, aposto que fomos só nós contratados que fizemos este concurso, talvez uma minoria de professores que não estão em sala de aula, o interessante é que divulgam que foram 69 mil inscritos mas nem o edital de homologação de inscrição foi divulgado, não sabemos EXATAMENTE quantos concorreram as vagas.
    Tudo é muito obscuro, estão testando nossa paciência e inteligencia, VAMOS PROVAR NOSSA INTELIGENCIA porque a paciência não temos mais.
    Vamos entrar com recursos de tudo que não está certo, quando o questão é anulada ela contabiliza acerto para todos, inclusive questões que acertei estou contestando por ter mais de uma alternativa correta e pelo tempo que tivemos que ler e reler esta prova, eu fui praticamente corrida da sala onde fiz, porque usei as 4 horas destinadas a prova. TENTARAM NOS MATAR NO CANSAÇO, “FAÇAMOS O MESMO”.
    Enviem-me um e-mail que respondo com minhas contestações.

    Professora Angela Desculpe o desabafo!

    Meu e-mail maiaramsouza@bol.com.br

    • Pessoal, li as constestações da Maiara, várias delas estão bem alicerçadas e outras precisam de maior fundamentação teórica. Quem puder ajudar entre em contato através do e-mail que ela disponibilizou.

      Comentários que ando escutando, de advogados, jornalistas e professores me dizem que esse concurso apresenta uma série de erros. Começou sem licitação, com valor superior a 3 milhões, com uma taxa para graduados sem comparação com outros concursos em relação a remuneração oferecida. Se o concurso for anulado, e espero que o Rick possa ajudar, o valor da inscrição será devolvidos? O governo arrecadou quanto exatamente? Onde encontramos essa informação? A FDRH já recebeu o valor cobrado para elaborar e aplicar a prova? A ausência de licitação presume experiência na área educacional, então como pode haver tantos erros?

      • Concordo. Concurso anulado nada mais justo. A categoria precisa de muita força e união. Onde está nosso representante? O que faz o sindicato nesse momento? Você e Rick estão muito mais voltados para nós. Agradeço imensamente o que vocês estão fazendo por nós. Precisamos muito de apoio. Estamos muito debilitados emocionalmente. Somos maioria contratados com certeza e temos de trabalhar nesse estado. Coração na mão.
        Abraços,
        Angela Silva

    • Maiara,
      Concordo plenamente. Acho temos de batalhara é pela anulação do concurso. Tínhamos de fazer outra prova da mesma forma que fará Uruguaiana. Por enquanto vamos nos preparando para recursos mas precisamos pensar em anulação do concurso. Passe seus recursos. Preciso de recurso em uma questão da área 1 na habilitação 1.2 para Inglês estou por um ponto em Inglês.
      Vamos conseguir vencer essa batalha.
      Beijo
      Angela Silva

  34. Pessoal da matemática vamos entrar com recursos na questão 60 alegando que deveria estar na prova das questoes da area e não na prova específica. O que vocês acham?

    • O DANI. TAMBÉM CONCORDO CONTIGO E TAMBÉM DEPENDO DA ANULAÇÃO ESTA PARA EU ENTRAR. NO MEU VER PARECE SER A ÚNICA CABÍVEL DE ANULAÇÃO,POR CAUSA DESTE CRITÉRIO. VAMOS ENTRAR COM RECURSO, MAS BEM ELABORADO. “

  35. Chicasimplesmente
    Obrigada pelo retorno area 1 lingua Inglesa
    Também pensei (questão 60) que deveria ser BECAME mas sabe como é o ingles com a mania dos present perfect e do past perfect. Entao se become está no participio ele estaria fazendo parte do had que está com lost em função da vírgula que está após weight?
    E se traduzirmos a frase com become sozinho no particípio ficaria algo tipo como?
    ‘Ficado more flexible’, não me parece cabível essa tradução falta o had como você mesmo notou. Para ‘Tornando-se more flexible’ fica mais coerente mas ai seria gerúndio não é e não há ing?
    Talvez seja texto britânico o que até, talvez, explicaria um caso de past perfect considerando a virgula depois de weight estaria subentendido que become também faz parte do had. O que me desanima é o fato do texto original estar com become. Ai discutir a questão é fora do nosso alcance a menos que houvesse um erro do autor do texto, o que acho muito difícil de acontecer. Tai uma questão que quero explicação do criador dela. De acordo com o contexto (concordância) become não pode significar presente simples pois sabemos que o período está no passado. O que sabemos que ele solto pode ser como diz dicionario “presente simples e particípio”. Não me lembo de ter aprendido alguma coisa no Inglês sobre esse aspecto de empregar, nesse caso, o become, para denotar passado .Fica a pergunta que citei: Seria aquela virgula que justifica o emprego de become indicando que ele também faz parte do had que está com had lost.
    Lancei a pergunta encontre o erro nesse período que estamos analisando em site de curso para concurso e houve resposta assim:
    Deveria ser “became” e nao become. Mas isso é raciocínio nosso, brasileiro, que não temos esse lance de present e past perfect.
    Em entrevista, Murphy no ‘youtube’ comenta sobre isso, tempo verbal que não há em países diferentes que até os americanos preferem o passado simples. Esse é um dos fatores, entre outros, é claro, que o levou a uma nova edição atualizada. De qualquer forma o Edital requer a segunda edição dele.
    De início me apeguei nessa questão contudo para recurso mas como eu te disse quando eu vi o texto original murchei total. Que triste né? Para ganhar essa parada teríamos que provar algo que vai de encontro a nativo. Somente o autor para esclarecer. Não consta nome de autor no texto na revista http://pt.scribd.com/doc/36034274/New-Scientist-2010-08-14 pg 21, ou eu não soube como localizá-lo.
    Enviei e-mail para lá mas é um tal de empurra para cá empurra para lá que nem sei mais a quem me dirigir. Tudo o que se quer é o autor do texto. Você não acha que além de dizer que o texto foi uma adaptação da revista tal, tinha de haver o autor?
    Ai né, pensei…vamos analisar as outras questões afinal estou por um ponto não posso entregar os pontos né? Passei para a questão 56 que me deixou confusa mas não tive muito tempo para fazer o inglês pois já eram 5:37 quando virei a página para iniciá-lo nem a grade de resposta havia preenchido eu já estava entrando em pânico nesse momento. Coitadinho daqueles alunos que têm esse problema né? Só sentindo na pele para saber o que eles querem dizer com “dá um branco”. Claro que não se compara aqui a seriedade de estar num concurso quase que como uma questão de vida e morte. Como sabemos o concurso foi muito desgastante, cansativo, confuso e difícil. Também tive colegas que reclamaram de barulho de fiscais comendo e de fiscais pressionando para terminar logo antes do horário.
    Na minha sala fiquei perplexa que não houve a exigência de tirar o relógio. Se eu soubesse eu teria usado um, assim não teria me perdido no tempo e teria ido muito melhor na prova de inglês já que no fim não tinha controle de horário e fiquei com medo de passar do limite pois como já dito, eu não havia nem passado a grade e nem terminado a de inglês e foi o que aconteceu, não consegui fazer a de inglês direito. Pois é, vi vários pulsos com relógio na minha sala. As fiscais da minha sala foram bem queridas e discretas. Só não concordei com o uso do relógio. Sei lá, sou fiscal do ENEM, e isso não é permitido. Confesso que me surpreendi com o fato do relógio na sala mas enfim são tantas coisas que aconteceram no concurso não é mesmo? Parece que tudo está correndo segundo ‘supostos’ propósitos como diz nosso querido Rick e nossa querida professora Angela, que por sinal nunca vi tanta preciosidade como eles. Não têm nada com isso e estão ai se empenhando em nos ajudar e de graça. Sem palavras!
    Segue abaixo análise e questionamentos sobre a questão “esperança” kkkk para você e todos os que estiverem interessados, quiserem me ajudar a fazer o recurso, acrescentar argumentos bem como indicar mestres de gramática que pudessem nos dar um esclarecimento melhor mesmo que seja apenas para opinar se estamos no caminho certo.Vamos lá, área 1 habilitação 1.2 Língua Inglesa questão número 56:
    Meu ponto de argumento é a questão WHEN/IF. No texto original, pode vê-lo no endereço acima pg 21, está IF e o/a autor/a da questão do concurso nos cobrou WHEN como correto. Ele conservou YET, DESPITE, igual ao texto original e mudou IF para WHEN. Por que? Para ferrar? Temos de analisar isso muito bem pois se o autor disse IF é porque a fala dele está se referindo a algo que pode acontecer, possibilidade, afinal o que se entende com “you’re more likely” você vê alguma certeza nessa afirmação? Eu não vejo. Vejo uma possibilidade. E você? Te juro que tudo que eu quero é provar para quem fez isso conosco é que ele tentou dificultar as coisas de forma exagerada. Que coisa! Para derrubar mesmo. Não precisava tudo isso no concurso. Para que tanto exagero. Somos apenas professores/as de ensino fundamental e médio em busca de estabilidade pois sabemos que somos na maioria contratados nessa porcaria de concurso idealizado para dificultar ‘mesmo” nosso doce sonho de sermos nomeados, desculpe a palavra feia e ofensiva (porcaria).
    Voltando, estou mandando por meio deste, meu argumento (esboço) para a 56, que digo, sinceramente, é a unica que vejo como chance para meu um ponto por isso o nomes “esperança” kkkk. Por favor raciocina comigo. Se tem mais gente interessada na luta chama todo mundo. Talvez você tenha acertado essa questão não sei. De qualquer forma o pedido é anulação pois a resposta deveria ser a meu ver deveria ser YET-DESPITE-IF de acordo com o texto original. Assim penso e assim pretendo provar.
    Se tenho um caso de recurso aqui? Não sei, mas vou tentar buscar. Se você tiver referencias bibliográficas que embasam o recurso vamos acrescentando. Isto é, se você estiver disposta a entrar com recurso também. Mesmo para quem passou se errou essa é um ponto a mais não perde nada em caso de anulação.
    Observe:
    Raymond Murphy, Grammar in Use, página18, English Grammar In Use, página 50, Essencial Grammar In Use, página 230 , afirma que há que ter cuidado com o emprego de when e if para não confundi-los () da mesma maneira Michael Swan e Catherine Walter, How English Works, página 256 chamam a atenção para observar a diferença entre if e when (). Segundo os autores o uso de when é para coisas que estão certas de acontecer e o if para coisas que tenham possibilidade de acontecer (). De acordo com o contexto do texto se estabelece uma possibilidade e não uma certeza o que se comprova lendo o texto original no site http://pt.scribd.com/doc/36034274/New-Scientist-2010-08-14, página 21, o qual consta if e não when.
    Portanto nenhuma das opções é válida.
    A resposta deveria ser Yet – Despite-if, você não acha?
    Que tal? Recurso para anulação? Temos um caso aqui? Que decida o martelo kkkk
    Abraço,
    Angela Silva

  36. Chicasimplesmente,

    Desculpe se o texto estiver repetitivo e com erros. Cérebro trabalhando demais, pesquisando argumentos e apoio para recurso, pensamento nos trabalhos e provas que estão a espera de correção e trimestre terminando pedindo cadernetas prontas ai…ai…ai…le re, le re,le re,le re, le re…trabalha … São apenas 18 turmas kkkk multiplicando por salas cheias, coisa pouca… E viva nós!
    Abraços
    Angela Silva

  37. LÍNGUA INGELSA ÁREA 1.2

    Questão 60 “Consider the statements Bellow.” (Pág.27)
    I – The words fails ( line 03), develop (line 8) and become (line 17) are, in the text, verb forms of the simple present tense
    Argumentos:
    O resultado do gabarito, indica a alternativa correta – a questão da letra (e) segundo a gramática Inglesa: dos três verbos abaixo em negrito e pelo contexto em que se encontram dois VERBOS – que estão corretamente no SIMPLE PRESENT TENSE e BECOME ( se estivesse no particípio deveria ter um had junto) portanto, por discordo com amparo GRAMATICAL..
    No resultado do gabarito foi aceito como sendo correta a letra (C) o que despreza a verdade da questão.

    O terceiro verbo – BECOME ( line17), está no SIMPLE PRESENT visto que SE estivesse no SIMPLE PAST deveria ser: BECAME ou no PAST PERFECT : HAD BECOME.
    Portanto, no meu entendimento gramatical segundo RAYMOND MURPHY, para o que propõe o exercício pedido, está INCORRETO o tempo verbal de uso desse terceiro verbo (BECOME 17).
    Murphy, Raymond. Basic Grammar in Use. New Edition Cambridge University Press, 2010 .

    • Chicasimplesmente
      A menos que como disse antes tenha a ver com aquela bendita virgula.
      Tinhamos que pesquisar sobre isso. Vou tentar recorrer a algum autor nativo de gramatica para nos explicar porque também não estou entendendo. Lembre-se somos brasileiras. Traduzimos tudo ao pé da letra como aprendemos a fazê-lo seguindo normas gramaticais que por vezes fogem a nossa inocente compreensão. É o caso do YET no inicio da frase na questão 56, ele está como “no entanto” por exemplo mas nós aprendemos regras sobre sua posição em frases mas ai está ele como introduzindo um parecer referente a informação anterior. É complicado. Estou muito desapontada, sinceramente. Não consigo me perdoar. Podia ter ido melhor.
      O que puderes contar comigo em outras partes pode contar comigo. Acho que o meu caso está perdido.
      Abraços
      Angela

  38. sculpem os erros de digitação, estou na correria..acima postei e depois verifiquei erros hehehehe Mais uma para a área da Língua Inglesa, quem puder colaborar com a minha interpretação, POR FAVOR… palasathena_40@hotmail.com

    Questão 59 “ Which of this phrases bellow present the same structure as city dwellers ( line 06) and valuable place ( line 13), in this order? (Pág. 27)

    Argumentos:

    Questão confusa!!!Não entendi que tipo de estrutura se referia a pergunta. Sem clareza a questão, pois nada consta sobre qual o tipo de estrutura era pedida, estava solta no ar. Qual seria a estrutura?

    • Maiara, tu recebeste o e-mail que te enviei? Algumas questões estavam bem fundamentadas, outras precisavam revisão. Passa essas últimas para o pessoal, quem sabe alguém ajuda. Abração

    • Nossa Rick,
      Nao sabia essa do espaço resumido para os recursos. Realmente temos de ter cuidado entao. Gostei da pergunta sobre quem imprime as provas. Gostaria de saber. Quem? Onde? Como?
      O seu amigo, pai do menino que voce comentou vai entrar com recurso? Espero que sim.
      Abraço
      Angela Silva

      • Sim Ângela, ele entrará com vários recursos embora tenha conseguido a pontuação necessária na prova objetiva porque ele é um jovem, tem pouca titulação e pouco tempo de serviço em relação a outros candidatos para a prova de títulos. Ele também está ciente que existem cotas que pesarão muito na hora da nomeação mas isso já estava proposto no concurso e cotas são incontestáveis conforme o STF, o que não estava proposto era a mudança nas regras de aprovação três dias antes do término das inscrições, o que pode ser considerado um golpe muito sujo dos elaboradores do concurso porque prejudica por exemplo candidatos com mais de 50 acertos que ficaram por uma questão numa das partes do concurso. Daí a gente fica pensando se existiu seriedade ou não por parte do governo por causa do preço abusivo das inscrições, mudança nas regras de aprovação 3 dias antes do final das inscrições, falta de informação sobre o número de candidatos para cada vaga, troca das provas no dia do concurso, demora na divulgação do gabarito que andava de mão em mão dentro da SEDUC e do FDRH, pelo menos uma questão com gabarito errado que foi retificado no desespero da SEDUC/FDRH assim como um objeto roubado que é jogado ao chão por um punguista fugindo da polícia, questões fora da bibliografia do edital, confusões e mais confusões além da revolta geral dos candidatos. Será que foi concurso ou mais um malabarismo de mais um governo(?) contra a classe dos professores?

  39. Rick, vi que és da área jurídica, então preciso de uma informação de alguém da respectiva área.
    O primeiro edital publicado pela FDRH dizia que para ser aprovado neste concurso, era necessário acertar 60% das duas provas objetivas (até então divididas em 2 partes: português, legislação, conhecimentos pedagógicos e outra em conhecimentos da área e conhecimentos da habilitação). As inscrições foram realizadas do dia 16 de janeiro ao 03 de fevereiro. No entanto, dia 31 de janeiro foi publicado um edital de retificação onde consta que para ser aprovado seria necessário 60% de acertos em cada uma das 5 áreas. Gostaria de saber se este ato é legal, visto que já estava encerrando o período de inscrições e a grande maioria dos candidatos já as havia realizado. Acredito que se a retificação tivesse sido publicada anteriormente, muitos não fariam sua inscrição, pois o grau de dificuldade se tornou mais elevado.
    Grata pela atenção.

  40. A ouvidoria do TCE recebeu 1.433 denúncias nos primeiros quatro meses do ano. O número é superior ao registrado em 2010, quando foram encaminhadas 1.341 denúncias. Em 2011, foram 3.646 registros. Os principais assuntos abordados referem-se a procedimentos licitatórios, concurso público e contratação de pessoal.

    Taline Oppitz | taline@correiodopovo.com.br

    • Se alguém me enviar a questão 59 com as respostas e a dúvida sobre o uso, posso tentar conseguir ajuda com um amigo que mora nos Estados Unidos.

      • Não falei com ele, mas se eu não tentar não vou saber, me manda e enquanto isso vou entrar em contato com ele. abraços

      • Por favor peço ajuda questão 59- Inglês… Acho que deveriam ter especificado
        ( inguisticamente) a que estrutura estavam se referindo nessa questão!! segue:
        Questão 59 “ Which of this phrases bellow present the same structure as city dwellers ( line 06) and valuable place ( line 13), in this order? (Pág. 27)

        Argumentos: Em qual estrutura dentro da linguística essas palavras acima referida, são similares???

        Questão confusa!!!Não entendi que tipo de estrutura se referia a pergunta. Sem clareza a questão, pois nada consta sobre qual o tipo de estrutura (em que sentido) era pedida, sem especificação – estava solta no ar. Qual seria a estrutura?

        Agradecida, amiga BLOGUEIRA!! Abração!!

      • Chica, enviei uma msg e vou aguardar a resposta dele para enviar as questões, mas preciso da questão completa, porque ela se refere a estrutura dentro de um texto, uma vez que há linhas específicas mencionadas, ou seja, precisas scannear ou copiar o texto, a questão e as respostas. Abraço

  41. QUESTÃO 59 – Língua Inglesa – Área: 1.2

    Veja bem, entrei na revista NEW SCIENTIST e revirei todo o mes de AGOSTO/2010 e não achei qualquer texto similar a este… segue o exercício e em anexo o texto scaneado!! Se puderes enviar ao teu amigo, agradeço… QUAL é minha dúvida??
    Pedem uma “mesma estrutura” dos léxicos abaixo…

    MAS em quê sentido lingístico???

    Estrutura morfológica e evolução semântica, Derivação,Função,Composição,

    Função de denominação,o significado de uma palavra composta e o significado da função estrutura—

    A questão morfológica, A questão Semântica, Critério Sintático????

    grata, beijãooooooooooo ( mandei o texto scaneado para ti!!!)

    • Esta na revista de 14 August 2010 pg 21 New Scientist
      Coloca o tirulo do texto que voce tem mais opçao de encontrar. O obstáculo é que nao se consegue fazer cópia.
      Beijo,

      Angela Silva

  42. Olá Ângela,
    elaborei recursos contra duas questões de legislação, dê uma olhadinha e repasse para quem precisa dos pontos. Acredito que todos precisam porque existe no edital o número de vagas a serem preenchidas além das cotas.

    Recurso contra a questão nº 32 – Peço anulação da questão porque cabe duas respostas !!!
    A questão pede a alternativa INCORRETA sobre o Fundeb mas há duas alternativas incorretas que são as letras D) e A) “é um fundo especial, de natureza contábil, cuja vigência é de 14 anos ( de 2007 a 2020)” SEM informar que foi criado pela emenda constitucional nº53 de 19/02/2006 e regulamentado pela lei federal nº 11494 de 20/06/2007 são 13 anos ficando a alternativa TAMBÉM INCORRETA porque 2020 menos 2007 é igual a 13 !!!!

    Recurso contra a questão nº30 – Peço anulação da questão porque a resposta está no artigo 129 da lei nº 8069/90 não especificada no anexo 10 referente à bibliografia recomendada pelo edital do concurso. Cito a decisão do STF RE440335 para dar ênfase à necessidade de anulação da questão- Leia abaixo a decisão do STF que confirmou anulação de questões fora de edital de concursos:

    Acórdão

    RE 440335 AgR / RS – RIO GRANDE DO SUL
    AG.REG.NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO
    Relator(a): Min. EROS GRAU
    Julgamento: 17/06/2008 Órgão Julgador: Segunda Turma

    Publicação

    DJe-142 DIVULG 31-07-2008 PUBLIC 01-08-2008
    EMENT VOL-02326-06 PP-01188

    Parte(s)

    AGTE.(S): ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
    ADV.(A/S): PGE-RS – KARINA DA SILVA BRUM E OUTRO(A/S)
    AGDO.(A/S): ALESSANDRA RODRIGUES PADILHA
    ADV.(A/S): GUSTAVO DE OLIVEIRA BUENO

    Ementa

    EMENTA: AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO EXTRAORDINÁRIO. CONSTITUCIONAL. CONCURSO PÚBLICO. ANULAÇÃO DE QUESTÃO. 1. Anulação de questão não prevista no edital do concurso. 2. O Supremo Tribunal Federal entende admissível o controle jurisdicional em concurso público quando “não se cuida de aferir da correção dos critérios da banca examinadora, na formulação das questões ou na avaliação das respostas, mas apenas de verificar que as questões formuladas não se continham no programa do certame, dado que o edital – nele incluído o programa – é a lei do concurso”. Precedente. Agravo regimental a que se nega provimento.

    Decisão

    A Turma, a unanimidade, negou provimento ao agravo
    regimental, nos termos do voto do Relator. Ausentes,
    justificadamente, neste julgamento, os Senhores Ministros Joaquim
    Barbosa e Celso de Mello. Presidiu, este julgamento, a Senhora
    Ministra Ellen Gracie. 2ª Turma, 17.06.2008.

    • Rick, o recurso pode ser enviado exatamente como tu colocaste ou deve sofrer pequenas alteraçãos? sou leiga nesses assuntos, por isso a pergunta. abraço e obrigado por ajudar.

      • Ângela,
        se quiserem retirar as exclamações que chamam a atenção do elaborador da questão, pode mas é sempre bom mostrar exatamente onde foi o erro dele e não deixar oportunidade para que ele diga que está certo ou que aquilo é possível. Por exemplo na questão nº32: 2020-2007=13 e não é 14. Ele omitiu informações tais como a data de criação do Fundeb e acabou fazendo a alternativa A ficar incorreta também. Em relação à questão nº 30, pode citar o número do processo no STF e dizer que o estado do RS tentou fazer valer questões que estavam fora do edital num concurso anterior mas perdeu a causa no STF e que por isso é ilícito colocar questões fora de edital em provas
        de concurso.
        Por enquanto essa é a minha colaboração, vou escrever um recurso também contra a questão nº 26 porque envolve tema político e jurídico que não compete à função do professor de educação básica.
        Abraços

  43. Boa noite querida professora Angela! Obrigada pela dedicação. Após ler as postagens, percebo que a forma mais justa para todas estas situações seria a anulação deste concurso. São inúmeros os argumentos que poderíamos usar desde a modificação do edital, falta de licitação, a falta de provas e trocas que culminaram em novas provas para uma minoria que é claramente percebivel que os demais serão prejudicados, pois estes que terão oportunidade de realizar novas provas já conhecem o estilo das questões, então não haverá igualdade de direitos com os demais. Falo isto sem querer prejudicar o pessoal que já muito desrespeitado na ocasião das provas trocadas e insuficientes, não é isto, o que realmente quero é que todos tenham as mesmas oportunidades. Portanto, gostaria de saber se não podemos entrar com um recurso coletivo solicitando a anulação deste concurso ou até mesmo com uma liminar na Justiça, um mandado de segurança, algo que garanta o direito de igualdade de disputa, que na minha inocente concepção é o que impulsiona a realização de concurso público para preenchimento de cargos. Peço ao Rick que nos auxilie neste sentido e gostaria de saber da opinião dos demais. Abraços.

    • Cristina Cunha
      Concordo plenamente. Nao acho viavel conservar valido esse concurso. Seria muito bom acabar com esse martirio. Rick, qual é o procedimento para pedido de anulaçao? Eu já estou concordando com a anulaçao.

    • Cristina, como minha formação não é na área jurídica, espero que o Rick, com sua boa vontade, possa ajudar.Não fiz o concurso apesar de ser contratada. Assim que sobrar um tempo vou terminar um texto explicando proque estou tentando ajudar disponibilizando esse espaço. Abraço

      • Ângela,
        em relação à anulação do concurso, eu creio que já existam grupos de candidatos preparando uma ação judicial coletiva para anular o concurso, então é necessário saber quem são esses grupos, quem são seus advogados e participar porque quanto mais candidatos na ação judicial, maior será o susto na SEDUC, na FDRH e no governo. Certamente, os advogados que representam tais grupos de candidatos citarão várias irregularidades no concurso para pedirem a anulação. Também dá bom resultado na ação judicial, digo que ajuda muito, fazer circular a notícia nos meios de comunicação sobre as irregularidades no concurso. Quem se sente prejudicado, não deve baixar a cabeça, deve sim lutar por seus direitos.
        Abraços
        Rick

  44. Gente sou da área 1- 1.2 Língua Inglesa… preciso de 2 questões da área de conhecimentos pedagógicos…
    Tenho dois recursos mas se puderem me ajudar, agradeço! Quanto a interpretação das questões:
    Questão 16 “Dentro os idéias da escola pública, destacam-se o da igualdade de oportunidades e em particular, o da igualdade de direitos entre homens e mulheres, conforme a crítica de QUINO” No que se refere a igualdade entre os sexos, é correto afirmar que “ ( pág. 08)
    A palavra sexo também pode ser usada para negar a distinção entre os sexos ( utilizada ) no mesmo sentido de gêneros.
    Nesse sentido, entende-se que atingir a igualdade de gênero não significa que,
    “ Os homens e as mulheres são iguais, mas, sim, que os direitos e oportunidades de uma pessoa são independentes do sexo da mesma pessoa.” (Louro (1997)
    Questão 19 “Mestre não é quem sempre ensina, mas quem de repente aprende.” (pág.09)

    Argumentos:

    Quando feita uma reflexão sobre a prática docente, que é ensinar este educador, simultaneamente também de certa forma, está aprendendo- e o evento de aprender – se mostrará indissociável do que ele ensina. Portanto, estão ligados inegavelmente o acontecimento de aprender – ensinar.
    As duas alternativas de respostas (e) pelo resultado do gabarito, e por mim como resposta (c), colaboram para um mesmo olhar interpretativo. Tem caráter similar acerca da reflexão do tema questionado.

    Edgar Morin, artífice e construtor do método complexo que, quando aplicado à educação, nos permite e nos exige: a) perceber e conhecer o erro e a ilusão como inerentes ao conhecimento humano b) descobrir a relação entre as partes e o todo e o valor do contexto na experiência do conhecimento d) aprender e ensinar a condição humana – constitui todo o ser humano – buscar construir estratégias de enfrentamento (…)
    Agradeço a ajuda de todos!!! Abraços, chica >> palasathena_40@hotmail.com

  45. Olá, pessoal…só encontrei esse blog hoje, sou parceira d vcs nessa luta…tanto nos recursos, qto judicial. Fiz o concurso para Educação Física, se alguém tiver alguma questão em português que possa ser anulada, estou precisando…ah, e uma nos específicos!!! agradeço imensamente…meu e-mail:jerusamarques@bol.com.br

    • Jerusa, seja bem vinda. Várias pessoas colocaram comentários sobre as questões e estou tentando resumir no post em cujo título aparece a palavra “dicas”. Nos comentários encontrarás as questões mais específicas. Olhe na relação que é da tua área e começa procurando por comentários postados por essas pessoas. Abraço

    • Jerusa
      Tenho um colega na sua situaçao em educaçao fisica ficou por um em portugues. Eu já estou optando pela anulaçao do concurso. Igualdade para todos. Duvido que o pessoal de Uruguaiana tambem nao teria tido os mesmos problemas que estamos tendo. A situaçao é geral. Estamos deseperados. Acho tudo muito injusto. Sinceramente. Errou, anulou tem que ser para todos.
      Abraços
      Angela Silva

      • Angela, concordo com a anulação, esse concurso está um fiasco!!!Sou parceira me mantenham informada…Abraço!!!

  46. Professora Angela
    Texto da area 1 habilitaçao 1.2 lingua inglesa para mandar para amigo nos USA

    Keep Fit and Make New Friends
    It takes 30 minutes of “moderate-intensity activity” – a brisk walk, say – five days a week to reduce your risk of heart disease, type 2 diabetes, depression, colon cancer and breast cancer, according to the WHO. ………. more than 60% of the world’s population fails to do even this much exercise.
    In part the WHO blames cities: the traffic and the lack of parks, sidewalks and sports facilities conspire to stop people being active. ……….. all this, however, many city dwellers do manage to keep fit, often by forming activity groups.
    Exercising in a group offers several benefits over sweating solo. You develop relationships with the other people in the group that keep you coming back. Better still, you`re more likely to exercise with friends than ……….. you are on your own.
    Mall walking is also becoming fashionable, it is a big hit especially with the over-60s in the US. Suburban streets are designed for driving, not walking, so malls can provide a valuable place to exercises, as long as you can resist the smell of food court burgers.
    Elderly people like walking in the mall because it[s safe, accessible and gets great weather, 365 days a year, plus there are restrooms and you can shop and get coffee after.
    It`s not just good fun: research suggests that a mall is great for getting fit. A 2008 study found that after only eight weeks, elderly mall walkers had lost weight, become more flexible and were walking greater distances.

    56. The alternative that correctly fills the blanks in lines 03, 06 and 10 is:
    a) Although – While – in case.
    b) Otherwise – In spite of – when.
    c) Still – In spite of – as.
    d) Still – even so – if.
    e) Yet – Despite – When
    The feedback response: e)
    In our opinion none of the alternatives addresses the question because it seems as a possibility and not about something sure when we read “more likely”.
    Shouldn’t it be if instead of when ?
    It is if in the original text.
    Why did they keep Yet – Despite same as it is in the text but not if?
    60. Consider the statements below.
    I. The words fails (line 03), develop (line 08) and become (line 17) are, in the text, verb forms of the simple present tense.
    II. The -er ending has the same function in burguers (line13) and in walkers (line 17).
    III. The – ing form used in forming (line 07) is used for the same grammatical reason as in driving (line 12).
    Which are correct, according to the text?
    a) Only I
    b) Only II
    c) Only III
    d) Only I and III
    e) I, II, III
    The feedback response c)
    We do not agree. We think become is in the simple present. Why isn`t as “became”? Or why isn`t it as “had become”?

    Abraço
    Angela Silva e Chicasimplesmente

  47. Boa Tarde!
    Fico feliz em ter te encontrado hoje prof. Angela, achava que a história do concurso não iria dar em nada. sou professora contratada do estado.
    Fiz a prova para área 4.1 e não fui aprovada por apenas uma questão em Português. conversei com uma prof. desta área e ela disse que as questões desta parte foram muito bem elaboradas, portanto não cabendo recurso. realmente li todos os comentários acima e apenas uma pessoa fala a respeito.
    então fico decepcionada porque passei acima da média em 4 matérias e faltando apenas 1 em português, perderei meses de estudo.
    A única possibilidade que vejo para recurso é de acordo com o que escreveu Vivih no dia 1 de maio, se ela me permite vou colar abaixo para relembrar:

    “…O primeiro edital publicado pela FDRH dizia que para ser aprovado neste concurso, era necessário acertar 60% das duas provas objetivas (até então divididas em 2 partes: português, legislação, conhecimentos pedagógicos e outra em conhecimentos da área e conhecimentos da habilitação). As inscrições foram realizadas do dia 16 de janeiro ao 03 de fevereiro. No entanto, dia 31 de janeiro foi publicado um edital de retificação onde consta que para ser aprovado seria necessário 60% de acertos em cada uma das 5 áreas. Gostaria de saber se este ato é legal, visto que já estava encerrando o período de inscrições e a grande maioria dos candidatos já as havia realizado. Acredito que se a retificação tivesse sido publicada anteriormente, muitos não fariam sua inscrição, pois o grau de dificuldade se tornou mais elevado.”

    inclusive na própria Zero Hora foi publicado desta forma como sendo duas partes a prova.
    embora você não acredite nesta possibilidade como posso elaborar um recurso a respeito é a minha ultima alternativa.

    Na 19ª CRE comentaram também da possibilidade de reduzir para 50% a prova, o que você acha?
    Muito obrigada, aguardo resposta.

    • Dione, pelo que o pessoal tem comentado, existem muitas falhas no concurso. O Rick, que é advogado, conseguiu anular uma questão, outras provavelmente serão anuladas ou, se bons advogados entrarem com pedido de anulação, isso também pode ocorrer. Estou apenas disponibilizando o espaço para troca de informações e ajudando na medida do possível. Abraço

      • Em 26/04 Rick respondeu para Fernanda:
        “a questão nº28 teve a resposta alterada para a letra C em edital da FDRH e é comum a todas as provas. Um amigo que fez o concurso me pediu para analisar as questões de legislação, então postei comentários neste blog e noutros blogs para alertar os candidatos porque muitas questões saíram fora das regras do edital. Eu mesmo enviei um e-mail para a responsável pelo concurso na SEDUC RS, a senhora Margarete Simon Ferreti, contestando a resposta da questão nº 28, contestando a legalidade da questão nº 30 que aborda um artigo do ECA fora da bibliografa do edital, contestando a questão nº 26 que aborda um tema político e jurídico totalmente fora da área de educação. Mas depois disso analisei também a questão nº 32 e verifiquei que ela omite informações em duas alternativas, comportando assim mais de duas respostas.
        Se você tem questões para reclamar, então escreva a contestação dizendo os motivos para anular a questão, não esqueça de protocolar o recurso junto à SEDUC e FDRH pois será um comprovante se você precisar posteriormente
        recorrer à justiça. O concurso da Brigada Militar teve três questões anuladas, a única diferença para este concurso da SEDUC é que as contestações foram
        antes da divulgação da lista de candidatos aprovados. Talvez a SEDUC resolva
        receber os recursos antes da lista de aprovados.”

    • A lista provavelmente vai sair somente após a prova de Uruguaiana (ou será Livramento?) prevista para 10 de junho, se não me engano. Para anular será necessário que advogados entrem com o pedido. Abraço

    • A lista provavelmente vai sair somente após a prova de Uruguaiana (ou será Livramento?) prevista para 10 de junho, se não me engano. Para anular será necessário que advogados entrem com o pedido. Abraço

      • Angela, preciso de ajuda, fiz a prova de Linguagens e suas tec 1.8, fiquei por duas, conhecimento da área,36,38,40,41,42,44,47,48 ser´que cabe recurso? Se puder me manda algum fundamento. Desde já agradeço.

    • Não sei se a informação é oficial ou não… mas compartilho: soube que andam falando
      ( conversas de corredores) que SOMENTE APÓS SAIR o RESULTADO das PROVAS de URUGUAIANA, vão “liberar” a listagem de todos os classificados!! Abraços, Chica.

  48. Pessoal!

    Ouvi um comentário que sairá na sexta-feira a lista, ATENÇÃO, o edital prevê 5 dias corridos para o recurso, irão novamente fazer as coisas as avessas, se a lista sair na sexta teremos até terça para o recurso.
    Fiquem atentos, tentarão nos “boicotar” novamente, sabem que estamos na correria, final de trimestre, correção de provas e trabalhos, fechamento de notas, pré-conselhos, etc.

    Grande abraço!
    Meus recursos já estão prontos, é só mandar um e-mail que respondo com material.
    1.1 Português.
    maiaramsouza@bol.com.br

    • Copiei do site da FDRH um aviso e coloqeui num post com o link.Se forem cinco dias úteis, não conta o final de semana, se for cinco dias, publicado o edital épreciso ter cuidado com sábado, domingo e feriado.
      A Luiza colocou o e-mail no comentário. Abraço

  49. Boa tarde, fiz prova para Habilitação em Lingua portuguesa, preciso de ajudar para verificar se cabe algum recurso nas questoes de 51 até 60, pois acertei 04 sendo preciso 06 acertos.agradeço e aguardo contatos email:meridional.lucivane@terra.com.br

    • Lucivane São vários textos nesse blog sobre o assunto e mais de 250 comentários. Coloquei em vermelho o nome, área e questões sobre as quais surgiram dúvidas em alguns textos. Se encontrares o nome, posso fazer a ponte entre vocês para trocarem idéias.
      abraço

    • Lucivane, vou tentar recurso nas questões 60 e 53 da área 1.1. A questão 53 foi mal formulada, pois nem todas as palavras equivalem a uma locução e também a questão está direcionada a um dicionário especifico “o dicionário” e não a um dicionário qualquer, considerando que existem vários tipos de dicionários. A questão 60, podemos entrar com recurso referente a bibliografia, pois os autores Carlos Xóan Lagares e Marcos Bagno não constam em edital.
      Abraço

      • Daniela
        Temos de saber isso com certeza. Rick falou sobre questoes que fugiram do Edital. estou pronta para argumentar uma em que nao há bibliografia que justifica a resposta de uma questao na area de ingles. Nem na bibliografia do Edital e nem outras que tenho em mãos. Afinal podemos exigir que as questoes estejam relacionadas ao Edital. Uma colega tambem me disse que o Edital é só uma base. E ai?
        Quem pode nos orientar sobre a verdade? Tambem estou querendo saber o que diz a lei sobre adaptaçao de textos para concurso. Pode-se exigir como resposta uma opçao diferente do que esta no texto original? Onde encontrar essas informaçoes de maneira concreta? É muito diz que diz.
        Abraços
        Angela Silva

    • Argumenta sobre a alternativa C da questão 53, pois a escolha das locuções foi infeliz com relação ao que é inferido na questão. Nem todas as locuções estão no dicionário e algumas como as verbais são passíveis de questionamento pois podem configurar uma construção verbal comum, não uma locução verbal (tese de Melissa Heberle, da UFRGS). Assim, nem sempre podemos dirigir ao dicionário a pergunta ” Em que locução aparece tal palavra”

      • Gente,
        Estou com dois recursos para area de ingles 56/60. Alguem para entrar comigo?
        Angela Silva

      • o pessoal para quem pedi ajuda não retornou, eta mundinho individualista… o recurso não é encaminhado individualmente?

      • Sim professora Angela. Pode ser individual né? Mas estou tao sozinha nessa luta. Gostaria de ter reforço. Nao encontro o pessoal de Ingles.
        Individualismo…é delicado né?
        Abraço
        Angela Silva

      • Não é fácil encontrar ajuda, mas se não conseguires, faz o recurso da melhor forma possível, pelo menos tu tentou, pior são aqueles que só reclamam mas não tentam mudar nada. Espero sinceramente que consigas. Abraço

      • Eu quis dizer:
        Afinal podemos exigir que as questoes estejam relacionadas ao Edital?
        Desculpe o erro na pontuaçao

  50. Pessoal de Português e Literatura da Língua Portuguesa – 1.1 – Atentem para a questão 60. O autor Lagares, além de não constar na bibliografia teve publicação de sua obra em novembro de 2011, fato este que impede que tenha sido trabalhado e discutido para que possa ter conhecimentos, tanto é que, ao pesquisar na internet são pouquíssimas as informações encontradas sobre o mesmo. E para o enunciado da questão 60 é preciso conhecer um pouco mais da opinião do autor, pois o parágrafo oferecido não possibilita que se chegue a uma conclusão específica para a resposta. Sabe-se que a correção linguística é um tema bastante discutido e com diversas e variadas opinião de diversos autores.
    Algo a mais para complementar o recurso.

  51. Olá. Reprovei, em LP, por duas questões, uma em legislação e outras em pedagógicos. Sou contratada desde 1994, passei nos concursos anteriores e nunca chamaram… Fico indignada, porque tenho 19 anos nessas… Alguém mais está nessa situação assim como eu? Deixo meu mail: estelamrs@yahoo.com.br

      • Estela, também sou contratada, mas não me inscrevi porque achei um absurdo o valor da inscrição e por faltar menos de dois anos para me aposentar, mas entendo teu questionamento. Abraço

    • Eu reprovei apenas em português por uma questão e fiz além da média em todas as outras, perder todo o concurso por apenas 1 questão! Também sou contratada mas a menos tempo, e agora como será que fica a nossa situação alguém tem a resposta?

      • eu acertei 5 questões em português sendo que deveria ter acertado 6, nas outras disciplinas da prova eu passei acertei além dos 60%. mas o que penso é se continuaremos com o contrato ou se irão aos poucos substituindo por nomeados deste concurso.

    • Estela,
      Estou ha 8 anos. Fiquei por um ponto em ingles. Estou muito deprimida com a situaçao. Angustiada como voces e todos que aqui estao. Lamentável. Resta esperar o resultado dos recursos. Nao foi justo mudar o sistema de avaliaçao. Nao sei porque somos tao impotentes mediante forças maiores. Parece que no Brasil é tudo muito injusto com os que menos podem. Nao esta nada diferente com esse concurso. Tantas irregularidades e ele está ai assim sem ser anulado e nós de maos atadas. Isso fere a honra.
      Abraço
      Angela

      • Angela, o que mais me incomoda é a situação da falta de respeito por nós, contratados…. Vamos ver o resultado pós recursos…

  52. Dione,
    Se servir de consolo saiba que quando estava fazendo pericia para ser contratada para a cidade que estou lá estava um grupo que havia sido nomeada do concurso passado para fazer pericia tambem. Tudo é possivel até mesmo conitnuarmos como contratadas. Só Deus sabe.
    Abraços
    Angela

      • Quando estava fazendo a pericia medica para entrar como contratada por transferencia de uma cidade para a minha havia o pessoal que tinha passado no concurso tambem fazendo pericia para ingressar como nomeados.
        Isso significa que continuei com contrato ao mesmo tempo em que estava havendo nomeaçao.
        Abraços
        Angela Silva

  53. Juntamente com recursos em algumas questões. Alguns colegas querem entrar com a mesma questão. Será necessário? Se o meu recurso for aceito, a questão é anulada para todos? Eu acho que é óbvio, mas o óbvio é duvidoso quando se trata de fdrh e governo do Estado. Abraço!

    • Edson, como os recursos podem utilizar argumentos diferentes, vale a pena cada um enviar o seu e também um número expressivo de recursos para determinada questão deve chamar atenção. Por isso acho que cada um deve redigir seu recurso e não utilizar um padronizado. Abraço

  54. Desculpe, vou melhorar a pergunta: Vou entrar com recursos em algumas questões. E alguns colegas querem entrar com recursos na mesma questão. Se o meu recurso for aceito e a questão anulada, será anulada para todos?

    • Sim, se tu comprovares o erro, todos se beneficiarão, mas se todos ficarem aguardando que os outros enviem o recurso, pode acabar ninguém enviando. Por outro lado, até a redação dada a um recurso pode fazer com que ele não seja aceito e outro, sobre a mesma questão é aceito e acabará por anulá-la.

  55. Olá, fiz a prova para Português e Literatura e reprovei por uma questão em Conhecimento da Área e gostaria de saber se alguém pretende entrar com recurso para a anulação de alguma questão.

    • Pablo, algumas das questões estavam mal formuladas ou tinham mais de uma opção possível? está é a primeira coisa que tens que averiguar, mas para ajudar, várias pessoas colocaram dúvidas ou dicas, só que são muitos comentários e terás que procurar em cada um deles, colocados em vários textos sobre o concurso. Quando encontrares, deixa um recado para a pessoa. Alguns colocaram o e-mail, e daí podes entrar em contato direto. Ou aguarda que alguém que fez na mesma área responda. Abraço e boa sorte

      • Alguem na area de ingles que queira entrar com recurso nas questoes 56 e 60?
        Angela Silva.

      • Questão 53, de português, estuda as locuções e verás que o dicionário de uso geral não tem todas e podem estar mal classificadas, não sendo locuções, mas construções comuns. Olha a tese de Melissa Heberle, da UFRGS, sobre locuções verbais.

  56. Prof. eu reprovei apenas por uma questão nos conhecimentos pedagógicos da área 2.1 (matemática), gostaria de saber se é possível que anulem alguma destas questões? Eu errei as questões de números: 11, 13, 14, 18, 19, 20, 24. Será que eu posso entrar com recurso para alguma destas questões? por favor me ajude.

    • Claudia, tu olhaste nos textos que postei e nos comentários? Tem muita gente dividindo dúvidas e somando forças para elaborar recursos. Como são muiiiitos, vais ter que ler os comentários, que não estou dando conta de organizar todos. Também vou colocar daqui a pouco um enderço de um blog criado especialmente para organizar recursos. Por enquanto coloquei um texto sobre o magistério: o mal da educação que podes ler e partilhar no facebook se quiseres. Abraço e boa sorte

    • Rubia, de acordo com as instruções do edital não há como entrar com recurso coletivo, só se for através de uma liminar no MP, pelo menos é o que entendo, mas posso estar enganada. Se o Rick estiver por aí, talvez possa orientar.

    • Daniela, tu tens que ler os comentários ou os post já que em alguns há nomes e áreas destacadas em vermelho. Achando o nome da pessoa, posso enviar uma msg para ela, pedindo ajuda e podes colocar um comentário para ela. `Tem alguém fazendo na 5.1 mas acho que é português, qualquer coisa te aviso.

    • Daniela, tu tens que ler os comentários ou os post já que em alguns há nomes e áreas destacadas em vermelho. Achando o nome da pessoa, posso enviar uma msg para ela, pedindo ajuda e podes colocar um comentário para ela. `Tem alguém fazendo na 5.1 mas acho que é português, qualquer coisa te aviso.

  57. ALGUÉM ARISCA ALGUMA DATA PARA RESPODEREM OS RECURSOS!
    10 DIAS, 20 DIAS, 30 DIAS, 40 DIAS….
    ACHO QUE VAI SER UM NÚMERO ACIMA DE 20MIL RECURSOS, QUEM IRÁ LER TUDO ISSO? HEHEHEHEHE!

  58. Vou entrar com recurso em duas de português, a primeira será a primeira de interpretação quando pedem a interpretação de acordo com o texto apenas e expoe duas ideias trabalhadas no texto, a primeira como o patrimonio é trabalhado ndentro dos museus, e a segundo como a autora acredita que deveria de ser, demonstrando haver dubiedade quanto a interpretação da questão podendo levar o candidato a duvida proposital entre as letras b e “e” e podendo estar as duas certas. A segunda é pela indução ao erro pela falta de grifo na questão 08 pois o um espectador nao estao grafados adequadamente p se ter claro o entendimento de estarem juntos na substituição na frase ou se esta apenas escrito adequadamente no corpo da pergunta, e faz diferença pois contamos como ja uma alteração, ou nao!! quantas outras além de espectador ou um espectador! O computador tem recurso de fazer um italico que fique entre o italico e a letra usada, indução ao erro, pois garanto que quem a errou seja mais por uma questão de indução por esta razão do que nao saber fazer a concordância. As provas devem testar o conhecimento dos que estão realizando o concurso, se querem testar a atenção ou qq coisa assim façam um psicotecnico, uma avaliação psicologica rigorosa.

  59. olá pessoal!!! o gabarito da questão nº 28 não esta sendo computada na classificação!! foi o que aconteceu comigo ainda me faltam duas questões de legislação mas na classificação a alteração não aparece. fiz 8 pontos na legislação com a alteração da questão e na lista esta como 6 pontos. Mais decepção….

    • Rúbia, sugiro revisar o gabarito com tua prova e, caso tenha havido erro, entrar com pedido de revisão. Também tive problemas com a questão 28 mas em minha prova a contagem dos pontos está correta (ganhei os pontos da questão). Deves fazer o pedido de revisão e mandar até terça. Abraço

  60. olá prof. Angela
    meu e-mail roseniflorisbal@gmail.com
    Poderia me passar o contato das seguintes pessoas:

    “2012comsaude on 26 de abril de 2012 às 22:09 said:
    OI PROF ANGELA, FIQUEI POR 2 QUESTÕES DE PORTUGUÊS SERÁ QUE ALGUMA CABE RECURSO?? FIZ PROS ANOS INICIAIS 5.1. Se mais alguem tem duvida comenta aiii….”

    “JULIANE on 26 de abril de 2012 às 22:10 said:
    OI PROF ANGELA, FIQUEI POR 2 QUESTÕES DE PORTUGUÊS SERÁ QUE ALGUMA CABE RECURSO?? FIZ PROS ANOS INICIAIS 5.1. Se mais alguem tem duvida”

    fiquei por uma questão de Português, porém perdi minha prova e preciso de ajuda para recorrer.

    abraços

  61. Recurso questão 60 matemática
    A questão acima exposta segundo o gabarito preliminar oficial apresenta a letra b como correta, no entanto, de acordo com a Universidade de Brasília(UnB) Programa de Avaliação Seriada(PAS) Primeira Etapa de 2009, endereço eletrônico: http://www.cespe.unb.br CESPE, encontrou-se uma prova (anexo) com uma questão (número 31) que se refere a obra de Escher citada na questão 60 do concurso para o Magistério como desenho “C”, onde foi considerada correta por apresentar característica tais como simetria, translação e rotação, além de mudanças de escala. Haja vista, que de acordo com o gabarito da prova as assertivas I,II e III estão corretas entretanto, a assertiva IV que diz a respeito ao desenho “C” esse desenho se caracteriza como um recurso para explorar a “rotação e a translação” e foi considerada incorreta pela comissão do concurso. Conforme entendimento do texto da prova do CESPE abaixo a questão número 60 da prova do concurso para o Magistério, deve ser reavaliada ou anulada, pois a assertiva correta é a letra “E”, e não a letra “B”

    • Liguei hoje para o departamento de concursos da FDRH pq não achava o número do concurso, daí, pedi ajuda ao atendente e ele me orientou que colocasse conforme o anexo 1, ao lado da habilitação há um número, a minha área 1.1 é 0108.

  62. Algumas reflexões que se impôe:

    CONCURSO DO MAGISTÉRIO 2012 – “GRANDE ENGODO”
    Tal como já se afigurava pelas manifestações dos representantes da educação estadual e da Fundação que realizou o concurso, o número de reprovados foi alarmante (quase 92%). Isto que foram aprovados 5224 concursandos (sem dizerem com que notas!) e não se comparou com os 78000 inscritos (a comparação foi apenas com os que realizaram a prova; certamente para não ficar mais feio ainda o resultado). Disso, ao contrário de muitos comentários tendenciosos e/ou sem o mínimo de conhecimento de causa ressaltam vários aspectos.
    De plano que tinha o nítido caráter arrecadatório para a FDRH. Basta que se veja o valor cobrado de inscrição, se comparado com concursos do próprio Estado para carreiras muito melhor remuneradas como são os casos da Jurídicas. Concursos de Procuradores, Promotores e Juizes, bem como das carreiras auxiliares de tais atividades vem cobrandos taxas de inscrições muito menores do que foi cobradas dos professores; UM ASSINTE.
    Depois o nível e temas das questões. Dificilimas e de duvidoso proveito para a atividade docente. Aliás, cabe um desafio: Se o Secretário diz que a prova foi de “nível médio” qual seria seu desempenho se prestasse aquela prova absurda que foi aplicada? E ainda cabe ao Doutor (em Educação) José Clóvis tentar resolver aquelas questões para vermos como seria seu desempenho. Qual seria seu desempenho? Me atrevo a dizer que ficaria no grupo dos mais de 90% enganados pelo Estado…
    Outro aspecto que não vejo ninguém abordar é sobre a adequação do instrumento de avaliação. Nos meus diversos estudos de Pedagogia e Didática, repetidamente meus mestres disseram que quando uma avaliação traz como resultado um mau desempenho dos avaliandos, cabe não só analisar os avaliandos, MAS TAMBÉM E SOBRETUDO O INSTRUMENTO UTILIZADO PARA AVALIAR. Não vi uma linha sobre tal enfoque. Foi, é e será sempre mais fácil atribuir aos avaliandos o problema; o instrumento de avaliação parece ser SACROSANTO.
    Parece também que não se perquire os reais objetivos do concurso. Me atrevo a acusar que a intenção era obter o resultado que foi obtido. Assim fica fácil justificar a manutenção dos CONTRATADOS, pois “NÃO HÁ BANCO DE CONCURSADOS PARA NOMEAR”. Com isto se economiza bastante e a real preocupação com a EDUCAÇÃO que se lixe. Vale mais é jogar para a torcida, mantendo tudo como está, embora se use o episódio como uma FALSA E FARSANTE TENTATIVA DE “MUDAR”. Vamos continuar o engodo que tem sido nossa Educação Pública. Pobre da nossa Gente, pobre do nosso futuro!
    Cabe ainda perquirir este concurso que reprovou docentes QUE TINHAM SIDO APROVADOS EM UM OU DOIS OUTROS CONCURSOS ANTERIORES. AGORA EMBURRECERAM? Não; é o tipo de avaliação, maldosa, descabida e com nítido caráter de tentar enganar a sociedade e continuar pisando nos docentes, como, infelizmente tem acontecido nos últimos tempos. E como explicar que professores que estão a 5, 10, 15, 20 anos lecionando (contratados ou nomeados que buscaram ampliar carga) agora SÃO INAPTOS para o magistério estadual? Piada!
    Flagra-se uma atitude COVARDE, pois é mais fáciel jogar a pecha de burros e inaptos aos que acreditaram estar participando de uma avaliação séria. Na verdade se está diante de uma grande armação, onde o resultado buscado pelas “autoridades” fosse a reprovação em massa. CHEGA DE HIPOCRISIA E FAZ DE CONTA! Tal prática e comportamento resultará numa Educação Pública MAIS DEFICIENTE E PIOR, que só se soma a DESVALORIZAÇÃO e às outras práticas desqualificantes da Educação (Ex.: Politecnia) que está sendo proporcionada às nossas crianças e jovens. QUE TRISTE E DESESPERANÇOSO É O NOSSO FUTURO! QUANDO ISTO MUDARÁ E TEREMOS LÍDERES REALMENTE COMPROMETIDOS COM UMA VIDA MELHOR, UM FUTURO PROMISSOR ONDE SE POSSA BUSCAR REALIZAÇÃO PESSOAL?
    IMPÕE-SE QUESTIONAR! URGE MUDAR!
    Prof. PEDRO ROBERTO SCHUCH

    • Parabéns, professor! Essas palavras deveriam ser amplamente divulgadas…para que chegassem também aos ouvidos dos administradores…

      • Gilmara, o texto do Prof. Pedro foi colocado por uma colega, quando ela comentou sobre um texto deste blog. O texto dele foi publicado em outros blogs e os jornais até podem publicar se acharem interessante, mas o autor deve enviar. Abraço

  63. Olá, gostaria de saber se alguém sabe se é verdade que eles irão começar a chamar os aprovados em Agosto. Será que isso é verdade? E quando anula alguma questão, todo mundo ganha aquele ponto, né?
    Obrigada

    • Mari, conforme noticiado na mídia, as nomeações ocorrerão a partir de setembro. Quando anula, ganham aqueles que haviam errado, para quem havia “acertado” a questão já estava contabilizada e ninguém perde. Entretanto, se houver mudança dexgabarito, por exemplo da letra A para C como ocorreu com questão 28 de algumas provas, aqueles que haviam marcado A perdem e quem marcou C ganha, isso muda o resultado final. Essas mudanças só poderão ser vista após a análise dos 850 recursos.

      • Apenas agora descobri teu blog, eu fiquei por uma questão em português para os anos iniciais, existe a probabilidade da anulação de alguma questão? ainda tenho uma última esperança…desde já agradeço!

      • Dani, seja bem vinda. Há possibilidade sim, pois foram mais de mil recursos, de acordo com publicação da própria FDRH, no Facebook. Resta aguardar o resultado, tanto da análise dos recursos quanto da ação do CEPRS pela anulação dos 60%. Abraço

  64. Pessoal, alguém tem alguma informação a respeito da data de divulgação das respostas aos recursos?? Ligo pra lá toda semana e ninguém sabe informar nada…

  65. Olá, é uma pena que só encontrei agora este blog, mas fico feliz que mais pessoas entraram com recurso na questão 53 da prova 1.1. Eu, assim como algumas colegas, estou precisando que apenas uma questão seja anulada na prova específica.. agora é torcer!
    Eu enviei meu recurso sem assinatura, só após o envio que percebi meu erro. Como o modelo de recurso não estava no edital principal, só depois do envio que percebi que ele estava dentro do arquivo referente aos aprovados e reprovados por região.

  66. olá, é ótimo que exista um espaço como este blog para podermos esclarecer as dúvidas e tornarmos tudo mais transparente ou pelo menos quase tudo. Eu fui aprovado no concurso, mas reafirmo tudo o que já foi dito sobre a prova, realmente foi uma dissimulada articulação política de desvalorização da Educação Pública. Posso estar enganado mas duvido que farão as nomeações até o final do ano, não existe sequer previsão para a realização da prova de títulos, uma vergonha isso. Gostaria de saber a tua opinião sobre isso, Angela?????? Obrigado.

    • Julio, existem muitos problemas envolvendo o magistério e a desvalorização parece ser norma. De acordo com a FDRH até o final de junho deve sair o resultado dos recursos, poucos (850) se levarmos em consideração que foram mais de 60 mil candidatos e logo após deverão ser entregues os títulos. Conforme tem sido divulgado, em setembro serão feitas as primeiras nomeações. Assim, resta aguardar. Abraço

  67. Resultados dos recursos devem ser publicados na próxima semana
    A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e a Fundação de Recursos Humanos (FDRH) estão finalizando a etapa de análise dos 850 processos de recursos impetrados no que se refere ao concurso público do magistério realizado no dia 15 de abril. No fim da próxima semana deve ser publicada no Diário Oficial a nova classificação (pós recursos). Os novos classificados terão até oito dias para a apresentação dos títulos após o edital de convocação para apresentação dos mesmos.

    Os títulos entregues serão avaliados no mês julho. A classificação e homologação final do concurso deve acontecer em agosto, possibilitando a nomeação dos professores a partir do mês de setembro. Segundo a diretora interina do Departamento de Recursos Humanos da Seduc, Virgínia Nascimento, o concurso está em fase final do seu objetivo. “Nossa expectativa é que a partir de setembro estaremos iniciando a nomeação dos aprovados”, disse.

  68. Olá, gostaria de saber como funciona ser professora no Estado. No edital dizia que são 13h em sala de aula e 7 para preparação de aulas. Isso quer dizer que devemos ficar na escola somente 13h? é verdade então que dando aula são só 13h? Como pessoa sabe, quando é chamada em determinada escola, que irá dar somente 13h de aula? Agradeço pelo esclarecimento!

    • Joana, acho que te referes ao concurso de 20 horas. Quando o noemado assumir, terá 13 horas em sala de aula e 7 horas destinadas para ativdades. Estas 7 horas são cumpridas na escola, mas algumas liberam parte delas, quando não houver reunião. Essas 7 horas são para fazer o planejar as aulas, corrigir provas, lançar notas e demais atividades relacionadas ao teu trabalho na escola. Qualquer dúvida, me avisa. Abraço

  69. E mais uma semana se passou e nada de resultados…. Isso parece piada dessa FDRH!!! Esperei a semana toda por essa publicação, já estou uma pilha de nervos…. Alguém soube qual foi a desculpa furada dessa vez?? Pq essa de “muitos recursos pra analisar” não colou, né gente!!!

    • O que esperar de uma Fundação aliada ao governo??? Que inclusive, ( atuou sem licitação)?? No quesito enrolar o pobre professor, parece ser uma especialidade desse governo e de seus mecanismos de manipulação!

      • Chica, para os alunos, pedagogia da autonomia, para os professores, pedagogia do oprimido, no sentido que é dado a palavra… Abraço

      • Verdade! Paulo Freire está se revirando no túmulo!! Outra coisa muito importante: O CPERS entrou dia 25/06 com uma ação na justiça para a anulação do concurso! Talvez, isso cause outra repercussão ….E acredito, a demora na publicação dos recursos!! Um abraço, Angela!! Ótimo Final de Semana!

      • Acho que o CPERS demorou para entrar com a ação, mas isso pode ter ocorrido devido a necessidade de fundamentar bem o pedido, mas eu teria divulgado bem o fato. Achei pouca gente chutando o balde… foram mais de 60 mil candidatos…

      • Então! eu também me surpreedi! Enttrei com 9 recursos, mesmo precisando somente de 2!! Muitas pessoas não se mexem e ficam esperando por outras!! Já pensou se todo mundo resolvesse esperar pelo outro??? Infelizmente, faz parte da nossa cultura o nicho dos “ACOMODADOS”!! beijãooooooo

    • Semana inteira tbm esperando Mariah, que saco….mas já era de se esperar…quanto a desculpa deve ser falta de tempo deles…mais de um mes!!!!

      • Juliana, quando o professor não planeja bem suas aula, é incompetente, se não cumpre seus prazos, é irresponsável… para bom entendedor….

      • O que deixa mais q comprovado que quem está despreparado para o tamanho desse concurso é a própria fundação e não os professores como o Secretário da Educação teve o peito de dizer… aff…

    • Priscila, a FDRH inicialmente havia informado que o resultado dos recursos sairia até o final de junho, mas agora alteraram a data, para a próxima semana. Assim é necessário aguardar o resultado para averiguar quais questões foram anuladas ou com mudança no gabarito.

  70. Olá, agradeço a resposta no post que eu postei anteriormente, me ajudou batante! Eu queria saber se existe algum lugar que diga quais escolas que precisam de professores, tirando os que são temporários. E mesmo as escolas que possuem professores temporários entraram na lista das escolas para os candidatos aprovados escolherem? é assim que funciona, o candidato escolhe ou é aleatoriamente? Obrigada.

    • Joana, fico de devendo essa! Acho que cada CRE tenta colocar os concursados primeiro nas escolas nas quais faltam professores, não sei se os professores podem escolher, creio que até exista essa possibilidade em alguns casos, mas não posso afirmar nada. A CRE na qual te inscreveste pode ter orientar melhor, pois realmente não sei como funciona esse processo. Se todo professor puder escolher e a maioria optar por determinadas escolas, quem irá para as demais?
      Acho que não ajudei… Abraço

  71. Pessoal!!!!
    Ontem e hoje conversei com lideranças do CPERS aqui de São Luiz Gonzaga, e eles me falaram que os advogados do CPERS de POA entraram quinta (um dia antes da divulgação dos resultados dos recursos)com uma liminar na justiça pedindo que se respeite o 1° edital sem retificação, ou seja, que passe a valer novamente os 60% de cada prova objetiva, e assim favoreça mais de 2 mil candidatos, que foram lesados com a retificação.
    “Fontes” falaram que foi por isso que não houve a divulgação dos resultados sexta passada,pois a FDRH,pediu mais 10 dias para ver a posição da justiça, referente aos 60%. Esta mesma fonte falou ainda que a SEC ficou pirada com o pedido da liminar, pois esta liminar tem grande chance de ser concedida.
    Vamos esperar para ver o que acontece e torcer!!!

  72. Pedir cancelamento do concurso? Acho que isso não vai acontecer pois no edital está bem claro como seriam a contagem para serem classificados no concurso, é só pensarem melhor. E ainda quem tá pedindo anulaçõ do concurso deveria , quem sabe, estudar mais pro outro ao invès de perder tempo com essas ladainhas.

    • Luana, o edital foi modificado, pouco antes do final do período das inscrições, quando ocorrere uma contestação via judicial, quem vai decidir se isso está correto é a justiça. Se o concurso for anulado, também não será simplesmente por alguém pedir, mas por uma questão legal. Um juíz que vai decidir, baseado na legislação. O CPERS entrou na justiça contestando os critérios de avaliação e agora cabe a justiça decidir.

    • Luna! Desculpe , mas acho que tu não estás por dentro das “ladainhas” envolvendo o edital e suas implicações!! Sou nomeada no Magistério há 15 anos e tenho 40h, resolvi fazer esse concurso para conseguir mais 20h. Nunca vi e presenciei tanta sabotagem com a minha categoria! Acompanho TUDO que se refere a minha vida funcional dentro da SE e de filiada ao CPERS. Não passou de ENGODO esse concurso esperado por muitos outros há quase uma década!!! Tens conhecimento dos tais “CRITÉRIOS”, e o que a palavra representa na prática??? Estou do lado da minha classe de educadores EXCELENTES que por “barganhas” ficaram por um ou 2 pontos!! Outros, embora com nota bem alta, não obtiveram a aprovação!! O CPERS QUESTIONA os CRITÉRIOS enquanto anulação e não a anulação total do concurso!! Melhor se informar mais!! E te falo, se não estás coerente e por dentro do que REALMENTE ACONTECE, melhor ficar fora dessa briga! Já não chega a DESVALORIZAÇÃO SALARIAL e de INFRAESTRUTURA das escola, agora só fala mesmo é professor achar assim como o governo que não estamos estudando o suficiente para passar!!! Nem o Secretário AZEVEDO conseguiria com tais critérios de exigência, passar nessa prova falcatrua!!!!!!

      • Eu, como professor contratado, só tenho uma coisa a dizer a” chicasimplesmente”
        Meus parabéns pelo seu perfeito comentário, abçs e temos na luta

      • Robson!! Escrevo o que penso! O problema é que não gostaria de encontrar na minha escola, “PESSOAS que são desagregadoras”!! Imagine como seriam os alunos de pessoas que não tem a criticidade para formar qualquer opinião??? De qualquer forma, obrigada por compreender que a nossa causa está “além das salas de aula” !! Super abraço, Chica Simplesmente.

      • Daniela, muitas pessoas usam a forma coloquial na net, até eu eventualmente uso o “tá”, mas já vi professor escrever majistério e encino. Acho que há sim uma falha na formação de professores, pois em qualquer área, deveria ser fundamental pelo menos escrever corretamente o português. No blog há três textos sobre a demência da docência que podes achar interessante. Abraço

  73. Professora Angela Maieski.
    Estou muito feliz! Consegui o tao sonhado ponto. Lembro o quao so estava na luta pelo ponto na lingua inglesa. Foi uma longa caminhada em busca de parceria para a batalha. De sorte que encontrei alguem que foi guerreira comigo e vencemos com muita honra. Estou aprovada. Agradeço seu apoio e o de Chica bem como pelo espaço que voces criaram pois foi assim que encontrei Ale Aguirre. Professor Omar foi muito prestativo e professora Vivian foi nossa salvaçao. Agradeço muito vocês. Vocês sao verdadeiros profissionais! Pois estao cheio de ética, amor e carinho para ofertar e isso nao tem preço que pague.
    A novela teve um final feliz para nós.
    Desejo de coraçao que haja muitas colegas tao felizes quanto estamos nesse momento. Que o sonhado ponto tenha acontecido
    Com carinho
    Angela Silva

    • Angela, que bom saber que conseguiste a tão sonhada aprovação. Sempre que precisares, vais me encontrar nesse espaço para partilharmos dúvidas e conhecimentos. E, sempre é bom quando encontramos pessoas que partilham para agregar e foram muitas, nessa caminhada, que contribuiram como bem lembraste. Grande abraço

  74. Fala povo da Ed. Física, alguém conseguiu a aprovação depois dos recursos… Já está no site do FDRH, eu estava por duas, uma em conhecimentos de liguagens e suas tecnologias e uma em educação física. E vocês não vão acreditar, não anularam nenhuma da área do professor (ed. Física), só das linguagens, infelizmente fiquei por uma. E aquela prova de Educação Física estava ridícula de tão confusa. E agora, o que se pode fazer…. Abração a todos

  75. DAÍ COLEGAS DA MATEMÁTICA!!!
    MESMO A QUESTÃO 60 SENDO RIDÍCULA, A FDRH RELUTOU E NÃO ANULOU.
    FAZER O QUE? NADA, APENAS CRUZAR OS BRAÇOS E ESPERAR UM MILAGRE NA LIMINAR IMPOSTA PELO CPERS.
    COM NOTA 74 ESTOU REPROVADO, MAS NÃO TÁ MORTO QUEM PELEIA!!!

  76. Que decepção galera….por uma questão de língua portuguesa estou reprovada…ainda bem q tenho consciência do país que vivo, o do futebol e não o da educação…q venha a copa e vamos todos sorrir…..q absurdo…ah em dezembro pagaremos mais 120,00 para o estado tentando mais uma vaga milionária!!! era isso…valeu pela atenção prof Ângela, e o pessoal do blog do Omar…ainda temos ação do CPERS
    Não tá morto quem peleia, de jeito nenhum mesmo Robson….

    • Juliana, absurdo o valor da inscrição e tantos outros fatos que envolveram esse concurso, mas não dá mesmo para desistir. Abraço

    • Daniela, na página inicial do blog tem o texto sobre o resultado dos recursos e tem um link para o edital 15. Acho que é isso que procuras. Abraço

  77. Olá, gente! Quero agradecer o espaço partilhado por todos aqules que tinham um objetivo comum e pela super solidariedade da profa. Angela! Infelizmente as duas questões anulada da minha prova de Inglês, eu já havia acertado! Fiquei por duas em Legislação! Mas, não posso deixar de reiterar que tenho 40 horas de nomeação e tentei mais 20! Que alguém bem legal como a ANGELA SILVA, entre para ser minha colega!! Tive orgulgo dela, nos correspondemos e que bom, ela precisava mais do que eu! fico feliz!! No mais, seguirei por aqui vez em quando! Um abraço para todos e um espcial para a nossa BLOGUEIRA MOR: querida e solidária profa. ANGELA MAIESKI!! Gente, NAMASTE para todos!! beijossssssssssss

    • Chica, também fiquei contente pelo fato da minha xará ter obtido a tão sonhada aprovação. Pena que ainda não cnseguiste, mas se o CEPRS conseguir seu intento, a situação pode mudar. No mais, agradeço as palavras carinhosas e deixo o espaço a disposição. Grande beijo depositado na alma da educadora que não desiste.

      • Daniela, ´podes olhar no edital na página da FDRH. Na área 1.1 Português e Literatura foi anulada a questão 44. As questões anuladas estão no posto “Resultados dos Recursos Magistério RS” na página inicial do blog.
        Abraço

  78. Bom dia Prof. Angela, tomara que na ação do CPERS, mostrem o maior absurdo deste concurso. Candidatos com reprovados com melhor nota em sua área e região (82) e candidatos com nota 67 aprovado. Isso é maior absurdo, e não é um fato isolado acontece praticamente todos os CRE, e isso comprova que a retificação feita no edital foi somente para prejudicar os candidatos, e outro ponto essa retificação não deveria ser feita antes das inscrições? A mudança ocorreu 4 dias antes do fim das inscrições. Acredito que um dos pontos determinantes para o candidato realizar à inscrição é a forma de avaliação.

    • Nasper, devido ao grande número de inscrições, duvido que se a forma de avaliação, fosse qual fosse, levaria alguém a não se inscrever.Nem o valor altíssimo em relação ao salário oferecido, para os graduados, impediu as pessoas que se inscreverem. A mudança, porém, acabou por criar essas discrepâncias, nas quais as notas mais altas dão lugar à média geral.Agora só resta aguardar o resultado da ação do CEPRS. Abraço

    • Oi Mariane, só quem poderia responder seria da FDRH.
      Podes perguntar na página do Facebook da mesma, mas duvido que eles justifiquem. Doze recursos aceitos entre os 850 incialmente divulgados é menos que o índice de reprovações do concurso. Abraço

  79. Oie, existe algum lugar que eu possa ir acompanhando o que está acontecendo com o concurso? Alguem sabe quando eles começam a chamar? obrigada

    • Luana, no diário oficial sairá a lista, creio em em novembro. Não sei se todos serão chamados ao mesmo tempo, mas em geral são chamados primeiro os melhores colocados. Assim que for anunciada a data, posto ni blog. Abraço

  80. Bom dia, que fórum genial para irmos acompanhando o que est´acontecendo com o concurso. Eu fiquei sabendo de algo essa semana que e deixou horrizada, me falaram que não existe diferença entre ser concursado do estado e entre os tais de contrato temporários. Me falaram que tem gente que fica 10 anos como contrato temporário, tem as mesmas vantagens (ipê, férias remuneradas, triênios) e ainda o saário é maior, pois 15 horas é algo entre 600 reais. Agora fui checar no edital e o salário para 20 horas é a mesma coisa, daria uns 600 reais. Isso é verídico ou não é bem assim? agradeço uma ajuda. um abraço

    • Ana Cristina, sou contratada temporária há mais de 10 anos e várias colegas na escola onde leciono também estão nessa situação. Alguns direitos são iguais,como férias remuneradas, pois isso é regra, mesmo em empresas privadas, o IPÊ saúde também é um direito, mas é descontado um valor mensal para esse fim, porém não se contribui para o IPE previdência, assim contratos se aposentam pelo INSS. Não há triênios ou promoções, nem licença interesse ou licença prêmio. O contratado pode ser demitido a qualquer tempo, sem direito a FGTS ou seguro desemprego. Há muitas diferenças entre contratados e concursados.

  81. olá, outra dúvida que gostaria de saber é a seguinte. Existe uma história sobre não poder contratar aprovados em concurso públicos em um período antes das eleições. Será que isso não afetará as nomeações do concurso para esse ano? Se a lista dos aprovados for publicada em Novmebro, eles não irão chamar ninguém esse ano então? Sendo assim, os aprovados começaram a trabalhar somente ano que vem, certo? obrigada!

    • Ana Crsitina, o prazo para nomeações existe, porém em 2012 as eleições são municipais, portanto, o estado pode nomear a qualquer momento. Os municípios devem obedecer o preceito legal, ou seja, três meses antes das eleições até a posse dos eleitos, não podem nomear,contratar ou demitir.

    • Mariana, em princípio as nomeações devem ocorrer a partir de novembro, conforme veiculado nos meios de comunicação. Costumo informar no blog qualquer novidade ou alteração, se quiseres acompanhar. Abraço

      • Camila, na página da FDRH no Facebook e na ZH também saiu uma nota. As nomeações inicialmente sairiam em setembro, depois li que seria em novembro.Uma vez nomeados podem ser encaminhados para as escolas, mas provavelmente
        farão algum tipo de capacitação em janeiro ou fevereiro. Mas, em se tratando de concurso, tudo é possível.

  82. Oi Angela parabéns pelo blog
    Tu sabes me informar se os primeiros colocados vão ter preferência quanto a escolas, turnos ou será que cada vaga já tem pólo certo, será que a coordenadoria dá esta informação

    • Maicon, obrigada! Até onde sei os primeiros colocados serão chamados para preencher vagas nas escolas e turnos que estão em aberto, mas sempre há maneiras de negociar, tens que conversar com a coordenadoria quando fores chamado. Podes entrar em contato com a tua coordenadoria, inclusive por e-mail, solicitando esclarecimento para essas dúvidas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s